Pesquisar neste blog

No mundo

outubro 29, 2010

O POLVO MORREU....(POETRIX)


Óctuplos tentáculos
Ótimo em cálculos
Transformou-se em oráculo!


(ao Polvo Paul...)

DUETO- Somos nós, poeta e poetisa


Somos nós dois, poeta e poetisa,
Eu, um poeta andarilho do tempo,
Você; a poetisa deste firmamento
Trazendo luz, o amor que eterniza...

Faço do seu corpo o meu diário,
E com meus lábios vou escrevendo
Sem pudor, versos que lhe vestem, retendo
A magia excelsa deste amor sem fadário...

Nossos versos se misturam em letras febris
Rasgando a talma que emanta a poesia,
E deste momento sublime foge toda a gris
Deixando um arco-íris de plena harmonia...


Somos poesia e poema, poeta e poetisa,
E escrevemos em nós, este amor que imortaliza...


( Nivaldo Ferreira )
*********************************************

Eu talvez não seja poetisa, meu amor
Seja nômade traiçoeira de meus próprios pensares
Seja tempestade no deserto,seja céus ou mares
Seja teu corpo em desalinho, vento forte, novos ares


Mas meu corpo pode ser seu diário
Onde sou surpreendida por seus lábios
Suas aspirações e confissões, nele escreves sim
Tens-me como oráculo, depositas confiança em mim


E nossos corpos são como instrumentos afinados
Música boa, letras e versos bem rimados
Existe não só harmonia em nossa total conjuntura
Existe flâmula de liberdade, universalidade, magia pura...


Somos lua e estrela, sol e Terra, iluminantes e iluminados
Astros de nosso próprio firmamento, um ao outro consolidados...


(Elayne Aguiar)


AGRADEÇO AO COLEGA NIVALDO FERREIRA PELA BELÍSSIMA INTERAÇÃO. BJOS!!

Eu e Ele


Você anda na minha contramão
Somos parecidos no humor e na leveza
Diferentes em universos, destreza

Maestria em viver, acolher
Amo sua simplicidade, sorriso aberto
Não faço planos, mas espero que dê certo...


Se não em amor, que seja em amizade
Para se viver um ou outro nunca é tarde
Nada espero, mas confesso que tenho vontade

É muito cedo, um dia de cada vez
Livres de toda e quaisquer insensatez
Sejamos então pacientes e longanimos

Sejamos brisa leve, que nos afaga
Liberdade nossa, livres de uma vida amarga
Com você sonho doce, doce jornada...

Para ele...


POETRIX- COM CALMA


Um novo aroma, sabor
Vamos com calma, amor
Fazer tudo certo, dar certo...







POETRIX-PINTA E BORDA E TRADUÇÃO


Pinta e borda

Adoro sua pinta!
Pinta e borda comigo!
Pintassilgos ,borderline...



Tradução

Pássaros vejo quando me amas
Entre loucura e razão...
És desesperadamente lindo!






outubro 28, 2010

Erótico- Ciúme


Sem sono, uma taça de vinho
menciono
Escrever-te, ler-te
sem ter
explicação
noção
tamanho deleite
surpreender-te
mais um poema
e seria assim...

"Me encontrarias na janela,
torrentes de chuva
me abraçarias então
delicadamente
primeiro minhas mãos
e por trás me beijaria a nuca
sentiria o perfume de malva em meus cabelos
meus ciúmes já estariam controlados
é..você sabe cuidar de mim...
e mesmo assim, com esse jeito calado
sério,sorriso de lado
não mentes quando me sentes
és fiel ao seu próprio ser
e consegues dizer, escrever

Eu desistiria do charme então
teu toque, nua, lua
beijo suave
recostar forte
sua...
e por assim dizer feche a porta
nao quero conversa,quero amor aqui
seduzir
não resistir
música ao fundo
incita-nos a continuar
desejo de amar

E hoje um desejo diferente,
olhas-me como se nao soubesse o que quer
só descobrirá quando tarde for..e vier..
e caso seja nossa última vez
quero insensatez
amor animal, com gosto de final
despedida triunfal
e nao quero respirar
apenas me iludir
explodir

E prazer maior será este
meu só e sempre será
Saber que sempre lembrará
De nossos dias,nossa sintonia,nosso amor
Nossa orgia...
torrentes de chuva
janela
perfume
ciúme
meu...
és meu?"

Volúpia



Ficarei inerte, apenas me ame
E quando vieres até mim, será por osmose
Minha resistencia será nula
E meu amor continuará indomável

Sim, não sou complacente,
Mas hoje quero apenas sentir teus beijos
profanos, teu amor incircunciso

 Já me conheces de cor-

olhos de folha seca, 
cabelos lisos e  pesados, por sobre a cintura-impecáveis e implacáveis
Cintura modelada com tuas mãos fortes, do tamanho de minhas coxas, assim tu dizes...

Recita pra mim assim: Que sou tua pequena e amada, como gostas de fazer
voluptuosa, misteriosa e livre, que queres me roubar
Que a tua receita
melhor é me deixar descompassada de tanto amor,
ao mais leve compasso de toques

E que tu chegas em mim assim,
como roupa comprada que não precisa de troca 

veste-se em mim e logo percebo- meu número

Louco por mim, quer ser meu homem, segue-me então
com esses olhos vorazes, vou perceber e fingir que não vejo, mas continua fazendo que eu gosto

Então decididamente segura-me forte e beija-me ,com beijos lacônicos e breves, loucos por saciarem sua febre de desejo constante por mim

Não quero mais resistir, quero sucumbir
Meu louco, infame e doce amante
Volúpia e lascívia, erotismo que surpreende
Gosto de te escalar, assim como em pedras de alto cume
não precisas ter pena de mim, pode me matar de amor

Apetites vorazes, uma nova chama se acende
Vai começar de novo...Nunca tive isso e jamais vi coisa boa assim...

Erótico- Prazer Medieval-Dueto


*estrofes Ric Vichinsky- Adorei mais essa interação, está cada vez melhor duetar com você. BJOS!!


Desejo e loucura dessa chama *
Que se apossa da carne, enlouqueço
E recubro teus seios, curvas e fendas
Com saliva, despertando a luxúria

Você é meu homem e assim meu rei
Com seu cetro em riste enobrece-me
E eu majestosa apenas deleito-me
Nessa coroa de gozo, nobre prazer

Delicioso êxtase com o aroma em teu corpo*
Encaixe perfeito , saborosa união
Movimentos frenéticos, ofegantes
Enlouquecido, quando te tomo a carne

Teu castelo já está erguido
Enaltecido entre principados de prazer
Sou tua súdita e tua perfeita majestade
Sou toda tua, tua própria potestade

Em meus braços, te envolvo*
Sorvo-te a boca, aperto tuas coxas
Sussurros gemidos, nessa fome
Alucinados em arroios de visgo

Faço o que dizes e queres
Sem saber se é bom ou condiz
Em outra vida fui tua meretriz, corpos ardis
Hoje cortesã da tua alma, dama da noite
Tua rainha venerada...

Nessa entrega soberba,*
Sedução e loucura, te possuo
Atingimos o nirvana ,estilhaçando os desejos
Mergulhando nas quimeras da carne
Transbordando em lagos de gozo

Erótico- A Última Vez


Lembro da última vez!
como se fosse hoje
uma cama apertada
um amor abafado
com medo de ser flagrado
mal sabia que seria a última vez...

Ainda lembro sim!
empreitada na madrugada
e corre pro corredor, pra sala
faz em pé, faz deitada
faz de costas, jogada de corpo ensaiada
mal sabia que seria a última vez...

Ai, só de pensar meu corpo enrijece
minha pele enrubesce, seio entumece
só de lembrar no desejo latente
que pulsa ainda, expulsa minha vertente
de razão, traz a ilusão, ainda que quente
de nossos corpos ardentes...

E sei sim que me querias, me tinhas desigual
de outras que tiveste, nossa! Era imoral!
nosso amor, o sabor, até a cor...
das estrelas que víamos juntos
e juntos chegávamos, dava curto!
no clímax dessa paixão
em gozo nobre, grito forte,tesão...

outubro 27, 2010

Eu e Beli- Fim da Saga



Enfim cheguei ao final. Postarei um e-book, quem sabe, para que possam acompanhar toda a historinha de Belisama. Nao quero mais falar ou escrever sobre ela. Nem preciso dizer que houve outro episódio (Ela imaginou ser Emily Rose- do filme "O exorcismo de Emily Rose"). Ah! E o das bicas abertas, que deixara propositalmente alegando que "esquecera". Quando chegou sua casa estava inundada...não acreditava que isso pudesse acontecer! rs Digamos que ela tenha assistido a um filme e inspirou-se nele. Metodicamente tampou o ralo da pia e abriu a bica com toda a sua potência. "Vamos ver no que vai dar..."
Farei um acróstico em sua homenagem, mas ela não morreu nem está internada em um hospício. Ela está viajando, tratando-se, novos ares, novos rumos, novo amor, nova plenitude. Eu a amo, ela é parte de mim e dos meus sonhos. É minha loucura e meu juízo perfeito. É minha aurora, meu por- de- sol - também minhas trevas. Ela é ela, Bela, que ama...Belisama, nome de deusa-Digite no GOOGLE e encontrarás:

"Deusa celta equiparada em certas inscrições a Minerva, o seu nome significa a muito brilhante . Assim, esta deusa era associada ao fogo e à luz solar. Alias, era considerada mulher do deus cujo nome significa brilhante , Belenos.
Certos autores associam-na às técnicas, à poesia, às artes, às fontes termais, à fecundidade e à guerra."

B-elíssima
E-layne
L-ivre
I-mpoluta
S-urpreendente
A-morosa e amada

M-enina mulher
A-guiar

(dedicado a mim)

Os Mandamentos de Belisama lV, V, VI



4o. GUARDAR OS DIAS DE RECLUSÃO DELA

Quem se aventura a amá-la deve ter em mente duas coisas primordiais falando de dias semanais: Ela é muito metódica, já disse-praticamente uma deusa robótica. Tem os dias de trabalhar, dias de filhos, dias de namorar e os DIAS DELA. Não force a barra se ela não te atender ou até mesmo inventar desculpas para não te ter. Ela adora ficar reclusa, fazendo suas coisinhas, pensando e rindo. Falando sozinha ou quem sabe chorando. O último que tentou forçá-la a entrar na dança dele, vocês já sabem, literalmente dançou sozinho. Ela não tem pressa, náo se incomoda se você tenta fazer-lhe ciumes(na verdade acha ridículo), não se incomoda se você dá ataque de pererecas e cobra-lhe presença. Ela é praticamente uma morta-viva, esqueceram que ela foi projetada? Não digo um zumbi porque definitivamente ela não gosta de carne humana, mas adora maltratá-la. Ela é fria e calculista, maquiavélica e simultaneamente muito doce, gentil e carinhosa. Mas deixe-a em paz.Quando ela disser-lhe:" Olha, fulano, vamos deixar rolar, não pressiona que eu sufoco", na verdade ela já está doida pra cair fora...Ou quem sabe dá-lhe uma boa *SDB, só pra ver se você fica esperto!!
Addio!!

*SDB-só para quem sabe-TOP SECRET!! (Ultra confidencial)


5o. NÃO MATE SEUS SONHOS

AH! Apesar dela ser um tanto quanto pessimista e não acreditar em futuro a longo prazo, faça-lhe um favor: Não diga que a parede dela é azul se ela está afirmando que é rosa . Não diga que será difícil ela tornar-se humana, mesmo olhando pra cara dela e vendo todos aqueles parafusos, cicatrizes e cara quadrada que ela tem. Definitivamente, não diga jamais ou sequer pronuncie a palavra "será?" para ela, pois quem SERÁ aniquilado SERÁ você! SERÁ que você aguenta uma praguinha dessa? SERÁ muito difícil!!!
E por falar em matar, bom, leiam "Belisama Mulher Dama" e vejam do que ela é capaz...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Baci!!


6o. NÃO ROUBE SUAS PALAVRAS E SEUS PENSARES

Bom, não preciso dizer que isso é plágio, né... e não estou falando do que ela escreve, mas tem uns camaradas que adoram usar as palavras de Belisama contra ela mesma. Eles pensam que são espertos, ficam
observando cada dizer e cada pensamento dela, sem saberem que ela é multifacetada e intransigente. Usam o que ela disse contra ela, tentam fazê-la de refém de suas palavras. Difícil explicar , mas já que vocês insistem...literalmente eles aproveitam-se dos momentos angelicais de Belisama quando ela dize-lhes profundidades de seu ser e depois atiram na cara dela e as vezes até em escala cibernética!! KKKKKKKKKKK Mas sabe qual é o mal do malandro...é querer fazer Belisama de otária. Olha, no mínimo você vai ficar brocha e nunca mais pegar mulher alguma, pois essa é a maldição de Belisama! Os ex que o digam...não conheço nenhum deles que tenham arrumado uma mulher de verdade, só aquelas que dizem: "Amor, eu te amo...sou tua, amor...!" (Ai que nojo...) Ou então:" Amor, você me ama? Faz amor comigo"...(AI, gente, não dá..isso cansa a beleza dela...PODRE!!)
Sogni d'oro!

Os mandamentos de Belisama l, ll, lll


1o.-AMÁ-LA COMO A TI MESMO

Belisama não aceita migalhas, nao fica em terceiro ou quarto planos. Somente abaixo de Deus, pois se você tiver filhos não conte com eles- Belisama não é tão insensível que não entenda que amor de pai e filho é bastante substancial. No entanto ela não quer ser a babá dos SEUS filhos, pois ela ja possui muitos também...Muito menos ser trocada por futebol aos domingos ou quem sabe amigos e um copo de cerveja. É, ela é assim mesmo-uma pedra! Quem tem ouvidos ouça, ou melhor, leia o que Belisama diz a quem queira saber. Ela pode ser doce e terna, amorosa e serena, mas nunca a deixe em "stand-by". Quando você tentar ligá-la, ela já estará nos "dials" de outro.
Voilà!


2o.NÃO RESMUNGUE MUITO MENOS FALE MAL DELA

Sim, ela é terrível! Uma megerinha indomável. Se por acaso numa discussão ou mesmo diálogo ela não estiver controlada ou quem sabe não tenha tido uma boa noite de sexo não a substime! Não a contrarie, não retruque. Aliás, seu mentor Frank colocou em seu manual: "Não arrisque-se em contrariá-la, podem ser suas últimas palavras". E muitos "ais" serão pronunciados se acaso assim você fique muito irritado e tente denegrir seu nome ou sua imagem. Alguns já provaram desta dose e sabem que ela não é fácil. Uma verdadeira lady barraqueira, digamos assim. Portanto, quando falar dela, fale coisas belas ou no mínimo finja que está lhe dando alguns toques...isto se você realmente não conseguir viver sem ela, for seu escravo. Caso contrário, pode chutar o pau da barraca, ela também não faz questão de estar com você. AHAHAHAHAHAHAHAH!!!
(GARGALHADA MUITO SONORA DE BRUXAS)
Merci...


3o. NÃO PRECISA HONRÁ-LA, APENAS RESPEITE-A

Respeite seus limites, sua loucura e sua lucidez, pois até quando ela está amorosa ela é desconfiada e também causa estranhamento. Já houve quem dissesse:"Porque será que quando você está tão boazinha tenho a sensação que vem merda por aí?"
Você não entende? Ela está sendo respeitosa com você! ouvindo-te, elogiando-te, declarando-se...é a melhor de suas faces (não fases). Aproveite! Até a última gota, sem preocupar-se se amanhá ela estará com a pá virada ou continuará "boazinha". Respeite os momentos dela. Frank cortou um dobrado, mas só Deus sabe o que se passa naquele coraçãozinho de meia tijela dela. E não esqueça: Mais vale uma Belisama na mão do que duas tapas voando na sua cara...
Au revoir!

Presente de Grego-poetrix



Apaixonante semblante
Interior apavorante
Combate e barbárie!

Lúdico-poetrix


Brincou comigo
Fez-me boneca
Marionete, teatro...

outubro 26, 2010

SOU


Sou o começo de um amor
e o seu fim categórico
Sou alicerce, sou brumas ao vento
Sou linda por fora, pútrida por dentro
Sou dois pólos, sou doce, ácida
Amarga tal como fel, posso ser também mel
ou seu próprio céu...
Sou uma errante, sou caminho certo
Sou zelo, carinho, sou novelo...
áspero, de espinhos...
Sou rosa vermelha, lirio do campo
ou planta carnívora, sem nenhum encanto
Sou peste,sou síndrome, sou imune, sou íngreme
em levar-te às alturas, simplesmente pura
Sou livre de afetos, sou monstro, jamais me mostro
Tal como nasci, ingênua e genuína, não mais existe...
Sou estupefata, em olhar-te em enlaces e idílios
Sou meu próprio exílio, retirei-me dessa trilha
Sou falsa fragrância francesa, pouca sutileza
Sou, sou, sou, sou,sou....sou, soul!
Sou alma, mas quem quer saber de quem sou ou quem sou?
Pois o que sou só a mim compreende, alguém entende?
Enfim, sou:
S-audade ferida
O-rgulho despido
U-fania vencida

"Não tenho orgulho, nem vaidade, apenas saudade
de alguém que um dia talvez tenha sido..."

outubro 24, 2010

"OS SETE POETRIX CAPITAIS"


INVEJA

Teu corpo nela...
Teus olhos para ela...
Eu a odeio!

IRA

Titanic afundando...
Fúria de titãs
Viro medusa!

VAIDADE

Espelho meu
Beleza minha
Pútrida beleza...

PREGUIÇA

Tá cansado?
Dorme amor...
Eu gozo sozinha...

LUXÚRIA

Suor,swing
Sexo, síndrome
Ninfomania...

AVAREZA

Bem aventurados
Os que não dividem
Terão sua paga..

GULA

Ganância de ti
Gula egoísta
Azia de mim...

DUO POETRIX



UTOPIA

Eu só queria
Sua boca na minha
Sua pele em mim...



HIPOMANIA

OH! Fase gostosa!
Minha "perfumaria"=
=Coquetel de alegria

CARTAS DE BELISAMA -PARTE ll

Ao Jovem Lusitano
Querido amor que passou


Nossa! Pensei que tivesse encontrado o amor da minha vida! Tão perfeito, éramos como uma família, nossos filhos, nossos planos, nossos enganos... Pensei que havias me resgatado de um falso amor e que como Rapunzel joguei minhas tranças e você arrancou-me daquela torre onde eu vivia com o coração dilacerado e angustiado. Deu-me um ânimo novo, foste sincero em demasia, chegava a doer meu peito. Eram estocadas de punhal cada palavra jogada, cada sentimento ao vento, olhares que se perdiam, paixão que dilacerava-se. Eu ainda queria e muito, muito sofri, muito amei, necessitei de um afago, um telefonema que fosse. Mas muito também fui o que não era. Vesti uma nova roupa: a de desencanada, descolada, não apaixonada e pouco preocupada. Fui-te mais que fiel e fui-te anônima de mim mesma, pois já não sabia como agir ou como ser perto de você...Fui a boazinha ainda com resquicios angelicais, bonanças espirituais que agora dissolveram-se por completo. Sofri, chorei, emagreci, te busquei, não mais encontrei. Os laços foram desatados bruscamente, ainda ouço "vozinhas infantis" questionando e querendo saber de ti . Mas tem passado, talvez de forma mal resolvida, mas já está resolvido! Um passo para trás, dois para frente, é assim que ando...e ainda que não tenhas perdido o encanto, não mais iluminas meus pensares,ao contrário- rio a valer em saber que o que buscas é o contrário de mim: uma jovem mocinha apaixonada, ingênua, que faça-te rir, goste pouco de sexo e seja...bem obediente! rsrs
Desculpe-me...nunca serei assim para homem nenhum...

Um Beijo de BELISAMA MULHER (Que quase se anulou, mas teve forças e se revelou,jogou tudo pro alto e se mandou...)





Ao Desejado e nunca consumado amor
Meu amor


Este sim...quebrou todos os parâmetros: singelo, imaculado, mas ao mesmo tempo infame, impossível e platônico amor de cinco anos. Você sabe o que foi para mim amar-te por cinco anos sem ao menos um beijo, um abraço ou toque de mãos? Amar seu olhar, nossos olhares que cruzavam-se, desejo latente, choros copiosos e tristes ao ver-te casado. Uma cumplicidade misteriosa que tínhamos, rústica paixão travestida de ilusão e "preocupação". Ciúmes!!! Jealousy!! Jealousy!!
Sem poder exteriorizar, ambas as partes sofreram, sei disso, mas essa culpa eu não carrego. Não destruí um lar, não sucumbi a carne que gritava, não fomos traidores, não fomos amaldiçoados, adúlteros, não fomos nós, não fomos hipócritas, não quisemos nos amar, não poderíamos! O tempo era outro, Deus era meu alicerce, fui casta e tu foste nobre. Muito sofri, sinto que dia após dia éramos curados, estávamos sendo renovados, restaurados, aliviados, amenizados...
Talvez este tenha sido meu amor verdadeiro- o que fez-me projetar minhas melhores qualidades e esconder as piores atitudes que um ser humano poderia ter tido em meu lugar. Mas estava guardada sob a mão poderosa do Onipotente, que não obstante falou a mim: "Não comerás deste fruto, pois o salário do pecado é a morte". E sendo assim, tao somente obedeci a Deus. Eu era pura, sensível,quase um anjo, uma brisa leve de menina formosa que aos 27 soube ser o que jamais conseguiria talvez hoje. Soube ter dignidade, soube ser uma mulher de Deus, orgulho-me disso, poi sei quem eu fui em Cristo. Talvez ainda seja, mas não mais genuinamente como outrora.
Hoje apenas escrevo sobre nós, como "Mistérios", onde a jovem Belisama tenta expressar o quanto sentiu ao perceber que depois de 4 anos ainda amava sozinha, mas somente por mais um ano e ela se libertou! O feitiço acabou, o encanto dissolveu-se, ela usou de antídotos e artifícios, ela lutou!!Mas esse amor, esse carinho, ainda restou...e será para todo o sempre, meu amor que muito de mim cuidou e ajudou...

Beijos carinhosos, ternos e quiça um dia audíveis estas palavras a ti, meu doce amor...
(dedicado) De Belisama Guerreira, Belisama Aguiar

CARTAS DE BELISAMA- PARTE l


Ao Senhor da Guerra
Meu louco apaixonado


Não sei como começar ou talvez terminar. Quero apenas ser o que sou, expressar o que senti e dizer-te quão bom foste para mim. Não sei se me amaste, mas apaixonado estivera sim. Por mim, por minhas loucuras, meu jeito de ser. Nossa sintonia era perfeita! sinto falta dos nossos enlaces, nosso amor com furor, nossa parceria, seus carinhos, seu olhar, suas declarações, nossas inspirações, suas cançóes...
Fui dura e rígida, cruel e austera. Vesti-me de pedra, mulher cavernosa, ainda existem resquicios, mas acho que está passando...Existe uma coisa prática que chama-se profilaxia(a qual não sucumbi) e por isso enlouqueci! Perdoa-me se fui insensível, minha doçura que você conheceu escondeu-se por trás de uma mulher multifacetada, mas não inventada. Dois pólos que vivem duelando entre si-qual deles sobreviveria se acaso não tivesse percebido a hora certa de parar?..ou quem sabe continuar com o que há algum tempo havia parado: me cuidar.
Confesso que não sei ainda como estou e o que tenho sido. Talvez um período de transição ou crise existencial. Você sofreu, eu sofri, eu reinscindi, você não soube esperar, eu não soube te amar...
Sinto falta e muita dos nossos encontros, nossas viagens, nossas conversas, nosso amor, teus beijos, teu desejo, minha entrega, ainda que total do corpo, mas nunca da alma...Sei tudo o que faço, sei o que fui para você, responsabilizo-me pelos meus atos. Você foi herói, um digno Senhor da Guerra...eu fui sua bandida, sua ferida, seu amor às escondidas... Choro por nós, por ti, por não ter tido a capacidade de ser-te a menina formosa que conheceste há vinte anos atrás. Choro em saber e crer que tudo foi um sonho lindo, mas que teve seu início, seu meio, seu fim- e jamais seria infinito. Seja feliz!

Bjos de Sua BELISAMA, na época REVOLTADA
agora MAIS APRUMADA



Ao Louco Devastador
Querido Louco Varrido

Tiraste-me de dentro da igreja, logo eu, tão profana que era, encontrava-me num periodo angelical, carente e pueril. Apresentou-se como um anjo que queria unir-se a mim, táo grande era seu amor, zelo e sofreguidão em amar-me. Acreditei em seus devaneios, perdoei-te 70 vezes 7, assim como manda Cristo. Fui-te esposa fiel, submissa e acanhada. Nossa! Mulher prendada, deite-te uma herança, era feliz, acho que te amei. Mas você surtou, fugiu, enlouqueceu, pereceu, se perdeu, sofreu também, acredito, mas a maior lesada fui eu. Roubaste meu coração, minha alegria, minha energia, minha esperança, meu lar, e até minha cria. Deste-me veneno para eu morrer-estricnina, mas fui socorrida a tempo por Deus, desse veneno naõ quero provar nunca mais: corrói os órgãos, a mente, o coração, o viço, a alegria de viver.Mas Deus é meu Juiz e a justiça de Deus tarda mas não falha. Não desejo-te mal, desejo-te o gosto de fel do remorso, da vergonha e da covardia que atiraste contra mim...E quer saber? Nunca te amei mesmo!!! Aprendi a gostar das tuas grosserias, do teu mal humor e do teu sexo-me dava muito tesão, admito. Mas nunca te amei...
Tenha bons sonhos! E espero que consigas deitar tranquilamente sua horripilante cabecinha em seu travesseiro...

KISSES KISSES AND BYE BYE, de BELISAMA DIABÓLICA PÓS-PERÍODO ANGELICAL







Eletrocardiograma

Mais uma de minhas analogias: Pensei que nossa vida(e ouvi isso de alguém que inspirou-me) talvez fosse como um eletrocardiograma...

Onde uma linha reta, sem altos e baixos, tampouco gráficos
Pudesse significar a morte, ou falta de sorte
Pois afinal de contas o que é a nossa vida senão um mapa?
Um mapeamento da nossas próprias jornadas, caminhadas
Sejam ladeiras íngremes ou quem sabe vales de ossos secos..
Sejam degraus como uma escada magirus, que leva-nos aos céus
Ou quem sabe apenas uma corda, inimiga e que deixa-nos ao léu
A escolher se nos enforcamos ou se ao fundo do poço nos jogamos...

Assim é no eletrocardiograma
Se sobe muito, atinge-se o pico, talvez infartamos
Se muito desce ou quase pára, ou nivela-se, parada cardíaca
Então cuidemos de nossos corações, nos nos deixemos sucumbir
Nem ao mais alto dos céus, para que não nos ensoberbeçamos
Nem ao mais profundo dos vales, para que não pereçamos
E tampouco que em nossa vida seja tudo muito linear, seria a morte!

Uma vida sem expectativas, sem pressão arterial ou sem emoção
Uma vida onde não se desce do salto tampouco pensa-se calçar um
Vida linear monótona, sem sonhos, sem vislumbre, sem cumes
Sem choro, sem perdas, sem ganhos, sem parâmetros
Torna-se vida sem grunhido, obsoleta, ultrapassada, sem gemidos
De gozo, de alegria, de gosto, de tristeza ou sentimento
Vida linear, uma linha reta que nasce defronte ao seu próprio horizonte
E seja ela mal começou, já tem vista para saber onde terminará
Isso não é vida, é vegetar, isso não é viver, é morrer
Antes mesmo de nascer...

(Dedicado)



DUETO- "AFINADOS-UMA PROSA POÉTICA"


* Interação com Arqueirorj


Não tínhamos ainda nem nos falado *
Nada que nos tivesse aproximado
Mal nos conhecíamos, mas o dia parecia
Estar mesmo desafiador e afinado
Um tanto quanto de frio
Chuvoso, vidros do trabalho embaçados
Ao som de passos em compasso ruidoso
Tudo bem delineado e sublime
Convidavam a um a taça de vinho
Dessas que um dia assim redimem...

Roupas elegantes em todos os cantos *
Corpos protegidos ao extremo em sobretudos
Se não eram sensuais, em nada também obtusos
Mas te vi passar pela porta de minha sala
Você a mais nova estagiária desse trabalho oneroso
Toda de preto, deslumbrante e ainda mais sensual
Fez que te desejasse assim, de forma tão imoral...

Olhar insinuante, universos distantes
Que encontram-se agora frente a frente
Algo diferente, sabíamos que era envolvente
Um scarpin preto, meias fumê, cabelo comportado
Sem uma mecha sequer fora do lugar
Elegante, nada displicente, apenas meu imaginar
Que teimava em sondar o que você estaria a pensar...

E contigo flertar foi muito mais que olhar
Foi telepatia sentimental, fulgor e temporal
De desejos e virtudes que fundiam-se
Em atitudes pouco plausíveis, quase mortas
Que confundía-nos, e ao fecharmos as portas
Nossos corações aceleravam, suor gotejava
Calor invadia, apenas não entendia
Porque ficava assim com um simples "bom dia!"...

Mas deixa estar, pois essa noite vem *
E de forma salutar, vejo por que és assim
Tão tranquila em sua elegância
Nas com um olhar tão inquietante
Sem nada dizer diretamente
Digo que vou tomar uma taça de Cabernet
No bar de sempre, ma minha mesa preferida
Meu olhar te encara, e ao mesmo tempo convida
“Vem comigo, e a mim, degustar”

Sento no meu canto, olho a volta *
E vejo tudo vazio como se o mundo parou
Mas pro meu maior deleite e espanto
Eis que vem tu, toda em encanto
E me pergunta num sorriso sem palavras
Se pode me acompanhar na bebida
Sem precisar falar, somente pelo olhar
Digo-lhe com taça em punho: “Servida!?”
Ao que você se senta, as pernas cruza fatal
Eis que minha noite está mais colorida...

"Não, obrigada! Prefiro absinto, adoro licor de anis!"
Combina com meus olhos azuis!
Sou como gata assanhada e dengosa, toda prosa
Achas-me assim tão classuda, elegante, fogosa
Mas não sou nada disso, sim, sou gostosa!
E tua noite faço assim colorida...e você é garoto suicida!
Não tem medo do perigo, meu olhar felino
Nao brinque com fogo, não me substime, sabe qual é o meu time?
Das meninas gostosas, classudas, fogosas, porém sublimes
Quero ser conquistada, bem cuidada, amada, alguém que me anime

E também me mime bastante,interior bonito, estonteante
Elegante, de homem que prima em brindar! e sendo assim te convido
A tão somente sentar-se...VOCÊ comigo ! E colorir minha vida
Que tem sido meio em preto e branco, poucas cores, aturdida
Poucos amores, falsas promessas, dissabores, muito corrida
Em buscar algo ou alguém que faça-me voar, levitar...
Faça-me apenas ser o que sou, mulher de real teor
Mulher que sonha, faz planos, espera um homem ao meu lado de valor
Mas que também sabe ser ousada, safada, viver um bom caso de amor


(CONTINUA)

*Será que ele (o meu colega) está querendo escrever um livro?...kkkk
O que será que ele está preparando para me mandar?
Enfim encontrei um que gosta(e muito) de textos compriiiiidos...rsrsr

BJOS!! ADOREI!!! AGUARDANDO A CONT TB...

outubro 20, 2010

TRIO POETRIX-ll


PONTO G

Gula mordaz de você
Gozo voraz de prazer
Grito feroz , ponto G



FÉRTIL FLOR

Sou tua flor
Vem com teu pólen
Fecunda-me!



PÉROLA OU OSTRA?

Ser pérola é ser notada
Ostra é viver trancada
Melhor : pérola encapsulada

outubro 18, 2010

Gosto muito de você, leãozinho


Definiu-me leoa, leoa é forte, boa
É audaz, satisfaz, tem porte elegante
Cuida bem das crias, olhar feroz, possante

E tu, o que és
? És leãozinho
Sensível, inteligente, nobre, mansinho
Tens jeito de menino, leão-menino, leãozinho
Brinca, veste-se de olhar feroz, ao sentir-me distante
e não obstante, basta uma só palavra e voltas com semblante
tranquilo e ameno, és gentil, nobre poeta, escritor grandioso
perspicaz, sagaz, traz-me paz, sinto já sua falta! És meticuloso!

Também maravilhoso amigo, não olha para o próprio umbigo
repreendes-me quando necessário, e confesso que vezes não gosto
mas gosto dos seus comentários! Aliviam meus pesares, enchem minh'alma
de alegria , euforia e não mais poderia ...viver sem tê-lo à minha volta

Você é um grande homem, Albano, gosto de ti! Nossa amizade não fica por aqui
Transcorre oceanos e mares, chega à Portugal
Terra de gente boa, sem igual
E deixo então aqui registrado, meu abraço apertado
Da leoa que muito te admira, meu leãozinho amado!!


(DEDICADO A ALBANO FERREIRA, MEU FIEL LEITOR E AMIGO)

Rasgação de seda ll




MULHER DE PEDRA (c/áudio)- by Jeronimo Madureira
a Elayne Aguiar

Tua luz é muito forte!
Talvez pela tua natureza de pedra,
Reflitas a luz externa,
Somada a tua luz interior.

Afinal, tu és mulher das cavernas.
Tu mesma, assim te defines.
Mas, apesar da tua essência de pedra,
És encantadoramente terna.

Sempre soube que as pedras têm vida.
Quem diz que pedra não tem vida, não sabe nada.
Até o Poeta Maior escreveu:
No meio do caminho tinha uma pedra,
Tinha uma pedra no meio do caminho...

Que bom que encontrei uma pedra no meio do meu caminho!
Das mais preciosas, rara, sem igual.
Mas, talvez essa pedra não seja tão pedra.
Tem um "q" de flor no olhar e na alma.
Uma flor de pedra.
Linda por sinal!


Jeronimo Madureira
12/10/2010.
Publicado no Recanto das Letras em 12/10/2010
Código do texto: T2552347



GERADOR DE SONHOS (by Elayne Aguiar)
ao colega Jeronimo Madureira



Passeando pelo recanto
Abraçando jovens poetas
Deparei-me com conterrâneo
e hoje trago minha oferta

De gestos nobres, voz forte
Sotaque carioca, sem cortes
Apaixonei-me por seus áudios
Logo pedi um, parecia voz de rádio

E ele, muito gentil deu-me um presente
Sinto seu teor e seu valor, embora ausente
Inspirou-se também em meus "poetrix "
Da Musa e mágico e do Ladrão indecente

É alegre, gosta de danças, sabe cativar
É feliz, tem esperança, gosta de orar
É amigo, sei que com ele posso sempre contar
É magistral locutor, sua arte: interpretar

Que loucura! Descobri-te dando um giro,
E com bom ânimo encontrei-te Jerônimo
Espelho-me em sua simpatia , não és anônimo
Tua luz também forte é dela meus olhos não tiro!!

Sendo assim és gerador de sonhos
Sonhos reais de poesias escritas ideais
Transforma-as de belas, mais musas ainda
Dá voz a elas, tira-nos dessa agonia

Agonia em querer exteriorizar
Pois você tem o tom certo, o que queremos dizer
Nao precisa ninguém falar, basta te mostrar
E tu logo te vestes da tal poesia, artigo ou conto
E maravilhosamente e indissoluto, passa a reinar!


* Adoro seus áudios, emociono-me e que bom poder ser sua amiga!! Bjos mil, nobre e talentoso colega!! Quero um áudio bem alegre dessa aqui para mim e para você!!

(Dedicado a Jeronimo Madureira)

Agora é rasgação de seda!!



É PRA VOCÊ, PEDRITA! (by Ric Vichinsky)


Olhe isso
é pra você!!
Essa tampinha
De coração
Imenso
Alma intensa
Formas belas
Lembra uma
Boneca
De sorriso
Sapeca
Independente
Apimentada
Vive loucamente
Divinamente
Intensa
Única
Apaixonante
E apaixonada
Pela vida
E que aqui fique
Registrado
Essa baixinha
É fogo
E merece
Meu carinho
Afinal
Pensa que é uma
Declaração de amor?
Te enganei!!
Isso é algo maior !
Amizade é um amor
Que nunca morre!!!
É para você viu Pedrita
Uma maravilhosa
Mulher das cavernas
Que escreve muito bem
E adora uma internet.


Se não entendeu me proponho
Aguiar você por esse recanto


(Texto que meu amigo fez pensando em mim...bjos! Adorei!! O link na página do Ricardo é esse:http://recantodasletras.uol.com.br/poesias/2561100)




DEDICADO A RIC VICHINSKY-ACRÓSTICO


R-isos e gargalhadas. Adoro as suas!
I-ndependente se nunca as ouvi...mas já vi!
C-arinho de nobre colega, dicas de amigo
A-cordes preciosos de amizade que é anunciada
R-aro prazer: ler-te, ouvir-te e escrever-te
D-e vez em quando sumimos, mas sinto sua falta!
O-nde estás que não tenho te encontrado!(RSRS)

V-ivificante e veloz em seus pensamentos
I-ntenso e sagaz em seus escritos e poesias
C-hama de carinho, que induz ao zelo e confissões
H-omem muito honrado e que sabe o que quer
I-nfantil muitas vezes, sabe ser criança
N-avegante de mares sinuosamente bravios
S-ábio em falar, tardio em irar-se(nunca senti)
K-kkkkkkkkkkkkkkkkk, o que mais escrevemos!
Y-ellow, blue, green, pink and red-Você é cor na minha vida!!


(Estamos na fase rasgação de sedas!! Mas olha, te adoro, viu!! bjos mil!)

outubro 16, 2010

Elayne- A Leoa


*Homenagem do meu querido Albano Ferreira a mim. Te adoro, viu!!! Obrigada pelo carinho sempre. Mil beijos!


Elayne- A Leoa


Os teus olhos são de leoa

E de leoa é o teu olhar

Fixam-me, como se uma leoa, tu foras

Pronta, para me devorar

Mas, através deles vejo o teu coração…

Esse, de leoa não é, não

Nele há tanta doçura

Quanta necessidade de amar

Uma ternura, sem par

Tal alma doce e pura

Mas, esse teu coração…

Esse, não é de leoa não!

Esse, é de gente boa.

apsferreira

Beijinho,

Albano.

O que mais me impressiona


Como as pessoas são hipócritas e sabe o que mais me dá forças em continuar escrevendo e tendo minha total liberdade de expressão? É exatamente isso- As críticas construtivas ou destrutivas, seja lá quais forem só quero colocar algo aqui :não precisem esperar nada de mim, apenas decepcionem-se mesmo. Não tolero fundamentalismo e não vou dar satisfações das minhas "hoje" próprias teologias. Teologia Elainística, conhecem? acho que não estou cometendo crimes, estou? Sou calvinista MODERADA- não acredito na perda da salvação, mas também não vamos abusar da "boa vontade de Deus" -rsrsrs Bem, quanto as dificuldades de Cristo me perdoem se escandalizei a classe aí dos "amigos da fé", mas se Cristo voltasse hoje novamente "encarnado" ele sofreria de novo o pão que o diabo amassou. São conjecturas minhas e sou livre EM CRISTO para escrever o que quiser. Quem vai para o inferno sou eu, ok? Se acaso assim Ele me julgar
e eu não me converter, ou melhor, "re converter", o que acho difícil-Evangelho enlatado neles!!

Trio Poetrix


O LADRÃO

Roubou meu coração
Vou te processar
Merece pena de morte!


A MUSA E O MÚSICO


Ela, musa louca
Ele, músico mágico
Dois lambuzados...


VIDA SELVAGEM

Quer vida selvagem?
Conheça-me, descubra-me!
Case-se, tenha filhos!

outubro 14, 2010

Dueto- Imensidão no Olhar


*Estrofes de José Cláudio Adão, o Cacá-meu amigo das letras . BJOS!!


A lua minguou de ontem para hoje *
Então o universo se afigurou mais imenso
E ao olhar para o alto
vejo mais clara a minha insignificância
e a transformo em verso

Mas vejo também com olhos de alforria
Somos livres, mutáveis e dinâmicos
Divinamente errantes, nômades
Do nosso próprio cosmos mundano

Pois bem:da liberdade e dela o vôo*
Que faço em plano horizontal
Me é concedido o reverso
De uma presunção que o olhar
Arrogante não via

Já diz o grego-antropos
o que olha para cima, como disseste
e os judeus usam o Kipa
(sou o que sou daqui para baixo)
Deus, eterno Kairós-nós, cronos

Sentir, sentimos com grandeza*
Manifestar nem sempre
Faltam-nos então sustentáculos animistas
Ou a leveza num próximo verso

Vertical ,isso sim imutável
Adornos policromáticos
De céus e espaços, infinitos
De destinos ,sinas ou minas
De conhecimentos que fazem-nos grandes?

Dueto-Poema de Casmil


Do outro lado do Oceano
Nasceram novas amizades
Deixarão um dia saudades
Se no palco descer o pano!
Neste Universo desumano
Tão parco em dedicações
Proliferam enormes aflições
É este um mundo inumano!
Pelo mundo as fatalidades
Que eu vou constatando
Contra elas vou remando
Estas são as realidades
* Casmil


Amizades que não se resvalam
Amizades que dilaceram nós de arrogância
O tempo pode ser nosso aliado, mesmo à distância
O tempo urge em demasiadamente comemorarmos
O vigor e fulgor de nossos jovens espíritos
Que falham em idade, mas perduram em eminência
E não desanime com atrocidades mundanas
Tão decorrentes de seres desumanos e torpes
Mas não que sejamos também tão ilustres
Nossos defeitos são irrelevantes ao decorrer de nossas virtudes
“Cavai masmorras aos vícios, levantai templos às virtudes”!
Já dizia meu pai, maçom que era e tenhas certeza, amigo
Do lado de cá do Atlântico ainda existe uma etérea esperança...

*Elayne




Interação com o caro colega Casmil. Adorei, espero que tenhas gostado também do nome que dei.BJO!!!

outubro 13, 2010

Dueto-Esses homens...



Como entender esses seres que tanto amamos *
Mas que tantas diferenças encontramos?
Parecem mesmo vindos de outro planeta
Também usam outro tipo de ampulheta!

Podem ser nobres, pobres ou galantes
Sabem ser fortes, orgulhosos,bom amantes
Alguns tem até, quem diria! Delicadeza...
Tem também sutileza, destreza, safadeza

São lindos, gentis e muito amáveis *
Quando querem conquistar
Contudo, se o momento for para brigar
Não se demoram a tudo transformar !

Nós temos é que ficar bem espertas
Sem feminismo, mas estejamos por cima
Viver com eles é lucro, sem eles falta-nos rima
E não entregue-se tanto, pois isso é o que os anima!

Mais um dueto com Mila Pires*(estrofes marcadas)
BJOS!!

outubro 12, 2010

Dona Flor e Seus Seis Duetos




Bom, estou numa fase de duetos, mas quero aqui intensificar minha indignação em relação a isto(rsrsrs) .Muitos risos mesmo, pois estava eu a conversar com meu caro colega Ricardo Vichinski e ele, "duetófilo" que é logo pronunciou-se a meu respeito, pois realmente foi um mix de uma só vez-Ricardo, Casmil, Arqueirorj,Mila Pires,José Cláudio Adão...(que só falta postar, né, Cacá...), ah! E tem o Jeronimo Madureira, que não chegou a ser um dueto ainda, mas ele recitou uma poesia minha no Recanto das Letras e ficou muito belo! Tens talento para isso, amigo! Bom, apesar de eu não ser bissexual(nada contra, rsrs), a Mila por enquanto é a única que concede-me tal honra, mas achei o título perfeito visto que existem no nosso recanto alguns "equívocos" em relação a isso, então desde já esclareço que nenhum dos meus "partners" é meu namorado e (muitos rsrsrsrs), nem a Mila, hein!!! Aliás,quero te agradecer, querida, pelo seu carinho e a todos os meus colegas e parceiros do Recanto das Letras. Quero dizer que apesar de estarmos espalhados do Oiapoque ao Chuí e até do outro lado do Atlântico(Albano-que também já convidei), vocês todos já são muito queridos para mim e eu sinceramente gostaria que um dia pudéssemos nos encontrar, todos juntos. Parece meio impossível, mas realmente é o que eu mais queria.
E aviso aos navegantes: Não confundam alhos com bugalhos! Já tive problemas demais com isso e não irei privar-me do que mais gosto de fazer atualmente: escrever e compartilhar ideias e pensamentos. Ah! Quanto aos textos dos nobres colegas é só entrar no site do recanto que está do lado direito da tela , clicar em autores e digitar tais nomes. Verão quantas maravilhas! Ouvirão belezas raras e serão felizes!

Bjos! E Feliz Dia das Crianças!

Dueto- Deus Forte-Paracletos


Sua onipotência me trás confiança *
Rememora-me a lembrança
Do pacto... Da aliança
Que um dia com Ele e para Ele fiz
Deixa-me muito mais perto
Da alegria que eu sempre quis


Argumento insuperável
Que desaponta meus impulsos
Soberania que domina
Quebra-me e faz-me nova
Como um oleiro e seu vaso precioso
Ele molda-me, ergue-me e vislumbra-me

Onisciente Ele também é *
Conhecendo as profundezas da minha fé
Bálsamo para as minhas feridas
Até mesmo as que são por mim, escondidas
Foram por Ele escolhidas
Para serem tratadas e saradas com imenso Amor!

Ele é rocha, pedra angular de esquina
É o grande “EU SOU”, meu Deus de amor
É meu Juiz, meu próprio veredicto, é invicto
Cobre-me com Suas asas, tal como uma águia
E assim quero ser: como Ele voar, sem me fatigar
Lutar o bom combate, correr e não me cansar

Ele sonda meus sentimentos e pensamentos *
Contudo sem invadir, assim o faz apenas se eu permitir
Em sua onipresença amada
Sinto-me sempre ancorada
Minha Rocha Eterna
Luz do meu caminhar...

Sua graça me invade, me conquista, é irresistível
Faço duetos com Ele , ouço Sua voz, falo com Ele
E quando desfaleço e encontro-me ante a morte
Ele me faz um vinho novo em odre velho, minha sorte
Ter um Pai como Yeshua, meu Salvador, Sumo Sacerdote
E saber que Ele me perdoa ,com Sua destra e mãos fortes!


* Estrofes marcadas - Mila Pires. Obrigada, amei e fiquei emocionada! Um bjo, querida irmã em Cristo.

Acróstico- 10-10-10


D-ia imensuravelmente morno, resignado
E-ncontos cancelados, dia nublado
Z-anzando entre cama, geladeira, computador e janela

D-dia infértil para mim, mas não minha mente
O-jeriza sentimental, pacto virtual, vertente impactada

D-ia insano, resguardo, tratado de paz, paz em ser bem tratada
E-nlace matriarcal, canja e medicação, choro sem velas
Z-umbi, zumbido, Zeus, misto de vozes e zero de ânimo

D-ádiva, Deus se faz presente, onipotente e onipresente
E-spírito Santo, meu "Paracletos"-consolador, amigo

D-ores, cabeça, peito, corpo, psiqué
O-giva de sonhos, mente distorcida e brilhante
I-nverossímel, incrível, cível e invencível
S-entimentos analógicos, não digitais

M-ancos e de bengala,muletas, cadeira de rodas
I-nexplicável nuvem pregressa de chuva torrente
L-utando contra a maré, seu ciclo alterado, miscigenado

E-ntre nuvens e ondas ferozes, vorazes e atrozes

D-eito meu corpo cansado e flutuo em meio ao mar
E-m meio a ondas deixo-me levar, por dias que passam
Z-elosa, porém flutuante, apenas deixo-me levar até esse dia findar

Full time depression


Um poço, uma corda, um acorde
uma linha, limite de bordas, tênue
distúrbios psicossomáticos
esperança breve,uma taça de vinho
cinco pílulas, gráfico decrescente
um mundo único que sente, demente

Vida constante, família brilhante
excitante convívio, martírio
do corpo inerte que teima isolar-se
encontrar-se, metástase
de seus próprios pensamentos vis
em ilustre cadafalso,e não mais juvenis

Mas há uma esperança ainda
um tempo errante, com uivo cortante
está se findando, decaindo
vem aí um novo capítulo, "soap opera"
um novo rosto, nova máscara, novo ser
uma escala crescente, sol diferente

Em que guilhotinas e laços não tem vez
uma canção do horizonte, oração do monte
e em montes de cinzas, enterrarei minha dor
meus conceitos mais fúnebres e meu dissabor
serei eu novamente a menina dos olhos
de Deus, de ti, de mim, do mundo

Serei com rio de águas vivas, límpidas
mais alva que a neve, gélida em choros
estupefata com meus risos em ebuliçao
olharei para trás e não mais "full time"
on depression no more, no more tears
no more shouts and crying, no more fear...

outubro 10, 2010

Dueto -Saudade


Hoje senti tua ausência *
Foi assim um dia qualquer
Sem muito a fazer
Sem ver de ti um verso
Sem ter por ti um laço
Sem um oi ou nada eu o valha
Hoje como senti tua ausência
Será então minha mais pura,
Sólida e perdida, demência?

Não se preocupe com laços
Ou desenlaces, apenas pense
Em contornos e face, luz e rosto
Sem desgosto ou brilho fosco
A saudade não é anomalia
É eficaz e traz nostalgia
De quem se ama, do que se quer
São contornos da alma que pulsa
Em desejar-te, amar-te, encontrar-te

Mas é a saudade por vezes *
Uma angustia também
De se querer ver quem é quem
De se estar face a face
Mas em total disparate
Não se pode assim viver
Entre a saudade e o real
E saber que você e onde estiver
Sente também uma saudade igual

Saudades do que nunca se teve
Saudades de sonhos saudáveis
Saudade, sem tradução, palavra única
Em nenhum idioma, apenas o nosso
De línguas e dialetos de saudades infindas
Então apenas pense no teor que ela nos trará
Sentimentos vindouros se acaso Deus quiser
Que um dia possamos nos encontrar...e
falar de memórias e anseios e por fim o amor conquistar.




* Participação de meu colega Arqueirorj- Gostei muito, Arqueiro, um beijo!

outubro 08, 2010

Dueto- Amor Cibernético


Será que minha avó ia acreditar?*
Que tem gente que namora sem se tocar
Um tal de amor virtual. Eu quero o toque real
Pois numa dessa, lebre pode ser gato!

Menino, e esse tal de msn, email , twitter?
Agora também tem Recanto e haja teclado!
A CPU explode, queima e dá curto-circuito
Alguém me explica esse amor desvairado?

Menina, como assim explodiu? Onde você se conectou?*
Nesse mundo que nada é real, tem até traição virtual
Mas o traido pensa que se lascou. Como pode?
Do jeito levam isso a sério, vai ter criança cujo pai é o Msn

É que agora sou polígama, dueto com um ou dois
Até quatro ao mesmo tempo
Mas tem um que a gente gosta mais, satisfaz
Agente nunca sabe, se é "fake" ou se é verdade

Entendi a explosão!Mas atenção aqui tem virus também *
Use proteção! Na época de minha avó isso tinha outro nome
Como assim alguém melhor? Mas como se aqui nada é real ?
E Maria vira João, Pedreiro é astronauta. Meu Deus, que confusão!

AH! É real sim! O sentimento e as verdades ditas
E ainda que sejam porcarias de mentiras
O subconsciente aceita e admite
Que amar virtualmente é fato! Acredite!


* Muito engraçada e dinâmica a sua interação Ric Vichinsky, obrigada!!BJOS!!!

Ciranda dos nossos filhos- Quem quiser pode participar (Deixe sua estrofe de máximo 5 versos)


Nossos filhos, nossas vidas

Incomensuravel sentimento,
é muito bom sentir-se necessária
amada e querida, filhos serão pais dos pais que terão filhos
Assumo sou confessa, filhos me tem, filhos me atingem, eles são minha
vontade, depois deles nunca mais sozinha.(Elayne Aguiar)

Irrevogavel, irretratável
é precioso, é necessário e vital
o observar, aquele caminhar, atrapalhado ,com força
vontade e confiaça do amparo
São olhos que te buscam na multidão
mesmo com pirraça ou distraidos, eles buscam(WAR)

Amparo entrega
inquestionável
Que nos da o traçado
Da vida que se recria
Algo sublime irrevogável
Na pureza dos sentidos (Ricardo Vichinski)

Filhos...amor que veste a alma
de seus carinhos os nossos delírios acalma
Olhos que nosso coração afaga
seus sorrisos...alegria que não passa
tê-los a certeza...de sermos plenas e realizadas (Dama da Poesia)


Filhos
O centro do mundo
Longe dêles me desconcentro
Meu amor por êles
Único
No olhar dêles... reciprocidade
São constelação guia em minh'alma ( E SILVA)

Já fui neto
Já fui filho
Hoje em dia sou pai
Amanhã serei avô
Depois não serei mais...( Quantum)

Dizem, que ter filhos é ter cadilhos
Eu acho, que é ter uma razão, para viver
Principal objecto no nosso "amar"
Principal motivação no nosso "querer"
Nenhuma pessoa nos é mais querida...!
Complemento do nosso estar
Extensão do nosso ser
Por Eles, que Pai não daria a vida...?(Albano Ferreira)


Obrigada à partipação dos colegas

outubro 07, 2010

BELISAMA E SEU ANJO CAÍDO


UM ANJO CAíDO DE MIL ANOS


Nossa...o mar realmente estava bravio e como eu adoro o mar! Mas existem pessoas que confundem nossa introspecção ao olharmos o mar. Acham que estamos tristes e abandonadas, desamparadas e somos fracas e que precisamos de proteção. Esse anjo achou isso, que de tanto olhar o mar perdia minhas forças em meio a questionamentos e anseios. Nossa, como ele era envolvente e as vezes até sedutor, mas nao sabia o que ele era, porque nunca se mostrou. Falsas verdades descobertas por minha própria bola de cristal, já velha e cansada..e chamada intuição e maturidade. Ele era uma espécie de consolador, mas nao só meu!! Aos poucos descobri que tal como Lucifer ele era um querubim de guarda(de outras moças e quem sabe rapazes). Tocava na mais alta orquestra e sua sinfonia vinha do velho mundo, Itália, mais propriamente dizendo. (Itália!!) Sim,um anjo que pouco falava de sua vida, guardava mistérios intransponíveis e aos poucos foi-se abrindo para mim , assim como para todas as suas pupilas discipuladas por ele. Só que Belisama é esperta e sagaz, mulher das cavernas, dura como a rocha, tosca, que pode fazer- se bela e os homens caem a seus pés. E sendo assim o tal anjo se apaixonou e começou a ditar suas regras de conduta para Belisama. Queria saber tudo dela e nunca dizia da onde veio, salvo saber que talvez fosse de uma linhagem cuidadora de uvas do éden e que também possuía protegidos mirins.Infantes necessitados de livramentos físicos. Belisama comoveu-se e até pensou amá-lo, apelidou-o de Reuel, mas seu nome era outro, mais comum e oriundo de "Mil anos luz" de existência. Quando ele percebeu que a amava quis fugir, pois não saberia como contar-lhe todas as verdades e sendo assim inventou mentiras, ultrajou-a, fugiu de seu próprio contexto de anjo bom. Virou anjo mal, caiu, erro fatal! Insultou-a, profanou o que era santo para ela-seus sentimentos. Teve ciúmes de outros anjos, pois Belisama é promiscua de anjos nobres e reais, com rostos e asas de verdades. Não aceitou que miríades e miríades de anjos a protegessem. Ele queria reinar absoluto e sendo assim ela jogou-o num lago de fogo e enxofre, visto que estavam travando batalhas no HADES. E ela venceu, pois ele caiu, agora arde no fogo do inferno. Talvez encontrem-se por lá, pois ela não é uma mocinha, é uma primitiva e bella dona encantadora de homens. Ele a odiou por isso, mas ela venceu!

THE END!!!

outubro 06, 2010

Eu e meu anjo



.."Então fomos para um lugar incrível, não sei dizer ao certo, chegamos como que em meio à nuvens, terceira dimensão; mas estávamos em uma redoma de vidro, onde dentro estavam muitas plantas exóticas, orquídeas belíssimas e negras!" Sim, pode ser que seja Belize! Olhe aquela pirâmide, parece a pirâmide de Altun Ha"...
Conseguimos sair da redoma e corremos em direção a zona arqueológica, mas caímos de sono pelo caminho. Um sono profundo e mágico. Deliciosamente sensual e pueril ao mesmo tempo.
Agora Grand Canyon e suas paisagens montanhescas, vento forte e quente, mas agradável...ele era um anjo, me levara em sonho até lá e pude sentir de forma tão real...sua fragrância, suas vestes brancas, assim como as minhas, esvoaçantes e de voil, mas náo tão transparentes.E corríamos muito, brincávamos e ríamos. Ele pegou sua câmera e quis registrar o mais nobre dos momentos. Uma enorme ave de rapina, talvez um condor ou águia mesmo.Voou em minha direçáo, mas eu não estava com medo, apenas estendi meu braço e ela pousou. Náo me arranhava, mas era muito pesada, meus braços quase não a sustinham...ele teve que me ajudar. Recostou-se por tras de mim, enlaçou-me com seu braço esquerdo e com o direito sustentava meu braço, com mão forte para que a ave não voasse, mas também não parássemos de apreciá-la...
E era tão boa aquela sensação, e apesar de muito pesada podia perceber outras coisas, como o cheiro forte que vinha de suas penas, cheiro de ave. O cheiro ficou impregnado no ambiente, misturado ao vento e aos pequenos beijinhos que por vez e outra ele me dava, ora em meu rosto , cabelos e pescoço. Nao sensuais, beijos de ternura, de zelo, carinho e fidelidade. A ave tinha olhos vermelhos e brilhantes, que ficavam pra lá e pra cá, apenas inerte e serena, como se náo percebesse onde estava, mas ela sabia que daqui a um pouquinho só iria voar! Aquele gorgeiozinho ou arrulho, náo sei, os pequenos beijos e a paisagem maravilhosa estancaram na hora em que ela voou.Para os céus, para aquelas montanhas acinzentadas, mostardas, céu azul e vento forte. Voou e eu acordei ainda com seu toque desprendendo-se das minhas mãos e de mim, como uma ampulheta em que a areia vai esvaindo-se...você se foi e eu...
acordei."

(sonho real e dedicado a alguém especial)

PS: Seu nome-Reuel, o salvador de Belisama

outubro 04, 2010

Indriso indeciso



Hoje faço-te minha inspiração,indriso indeciso
Se escrevo-te com amor ou ódio impreciso
Se falo-te com ardor ou gestos inexpressivos

Foste palavras ao vento, ensejo, desencanto
Impulsivo, atroz, é o que penso sim e no entanto
Jamais me amaste, apenas pronunciaste

Letras tortas, incertas, "eu te amos" que não despertaram
Sonhos e rompantes, viagens alucinantes que não conquistaram

outubro 02, 2010

Porque eu sou uma mulher das cavernas!!

E lá vem ela, com sua roupa feita de pele
antiecológica, antiética, antitudo que
lhe é apresentado como civilizado,
bem comportado,gentil e educado

Lá vem ela com seu tacape,"boom"
na cabeça deles,puxa-lhes pelos cabelos
puxa-lhes pelas ideias, pelo coraçáo
e leva-os para sua caverna da alma

Não aceita não como resposta
é tosca, rude e grosseirona
porta-se como neandertal
e ainda tem uns que a acham "legal"

Defende-se, fica acuada, luta, briga
e instinto materno apurado
cuida bem de suas crias,
delega suas próprias funções, é ativa

Pra ser mulher das cavernas tem que ser também
inteligente, porque afinal, quem inventou a roda?
Quem sobreviveu por bilhóes de anos?
Quem evoluiu em espécie, segundo Darwin?

Mas o que é seu, é seu!
Ai de quem queira usurpar
não aceita ser dividida,
muito menos impedida
de ser o que ela quer

De pensar o que pensa
amar da forma primitiva
quem sabe menos convencional
pouco emocional, sem muito
acreditar, apenas vivenciar
seus prazeres fisiológicos
sexuais e animais, pouco racionais

E também apreciar um certo alguém
que seja seu bicho mau
também neandertal,
com sua cabeleira,tacapes e afins
homem macho que consiga domar
essa ferinha que teima em gritar:

"PORQUE EU SOU UMA MULHER DAS CAVERNAS,PORRA!!"

outubro 01, 2010

Para quem precisa esquecer um amor...


É como arrancar-te a alma, apatia constante
pelo menos hoje, é como perder-se
em labirintos de suas próprias ilusões fornecidas
em meio a quimeras e utopias sentimentais

Alimentar esse parasitismo pode ser fatal
ele te consome, te seca por dentro,
te faz repensar seus próprios valores
se és mesmo tão bom assim como pensas, ou tão poderoso...

Mas posto que não creio em inesquecível amor,
só não se esqueça do seu próprio
amor próprio de quem quer amar em dueto
não monólogo ou solo

Não amores inesquecíveis
mas amores bem lembrados e comparáveis
nesses sim acredito
E preponderante é ter suas técnicas
malabarismos sustentáveis de si mesmo

Catálogo de palavras que não tenha dito
ou atitudes que não tenha tomado-
que esse cardápio não mais te oriente
ao contrário, desconcentra-te dele

Não se isole, mas também não use ninguém
não faça seus admiradores de muletas
não se flagele em erros e máscaras
em isolar-se e beber músicas decadentes
ou lacrimar copiosamente...

E sendo assim erga-te e viva!
um dia de cada vez
Haverá dia bom, dia mal,
dia de saudade
dia de nó na garganta
dia de luta, de luto
dia de paz, de vendavais
vindouros e dias...
mais dias...
e dias mais ou menos...

Até chegar o dia
em que uma nova aurora
ressurgirá e verás
Como tudo ficou mais belo
mais pleno e ameno
O autor de seu desencanto não mais
te trará olhos angustiosos
agora verá olhos fortes
de homem ou mulher que amou
sofreu, viveu, percorreu
e até morreu...
em sentimentos genuínos e vitais
mas que não pereceu
ao contrário
prosseguiu e venceu!!

Então vença!

Lágrima


Seja dor
ou tristeza
apenas que seja
uma lágrima
amiga, prima
da alegria, que anima
incentiva, põe pra cima...
lágrimas de felicidade

Lágrima é rima
rima de sentimentos
sinonímia de contentamento
e também pranto
recanto da alma- nossos olhos...

Olhos que expressam nosso eu, nossa vida
janelas da alma, que acalentam pesares,
dissabores, também amores
Olhos que abrigam lágrimas
canais lacrimais, ductos
infinita nascente, ainda que seca
tórridas e gelificadas...
elas fluem...
ainda que poucas, comiseradas,
em corpos desnutridos, desidratados,
elas fluem...

Fluido salgado, como suor e outros até
não vem ao caso!
mas nunca doce, nenhum fluido é tão doce...
apenas nos poemas, sim!
poesias de lágrimas doces,
beijos doces...teu "mel" é doce ...
Mas e o choro alegre?

Ainda que chores de alegria
o fazes para expressar
a gratidão e louvor
ou todo amor
a algo, alguém ou situação
e que hoje, agora a nós
é felícita e contente, mas que em outrora
muito te fez ausente..
de risos e alegria,
mas presente, de muitas lágrimas sim

O que antes era desgosto, hoje é sabor
por isso choras! Compaixão de si mesmo
por saber o quanto esperaste ou lutaste
Difícil de entender?
Não queira fazê-lo...

Então tente apenas imaginar o som de uma lágrima
talvez um gemido, um grito fino abafado, um berro,
bramido expurgado, de dor, de alegria, de amor...
de sabor de vitória, de chegadas, idas,
de vindas e de glória...

É isso o que tens a fazer...

(dedicado a mim...)