Pesquisar neste blog

No mundo

novembro 20, 2012

Pensando nas coisas de Deus...






A morte espiritual é a única que realmente nos enterra num poço profundo de insensibilidade e racionalidade vazia e desesperançosa. (Elayne)


Muitos religiosos esquecem que um dos dez mandamentos de Deus é : "Não tomar o santo nome de Deus em vão". Nos tempos de Moisés o nome de Deus era praticamente impronunciável e representado pelo tetragrama YHWH. E ai de quem o tomasse em vão que morria fulminado. Então parem de usar Deus p querer corrigir o pecado dos outros e não esqueçam que a primeira pessoa a quem Cristo apareceu após ressuscitar foi Madalena, assim como Ele disse e está escrito (e serve para os hipócritas):  Mateus 21:31 " Eis que publicanos e meretrizes vos precedem no reino de Deus". (Elayne)



É fácil perdoar quem amamos..Então se você demora a perdoar quem gosta é porque não ama tanto assim...(Elayne)





novembro 09, 2012

Depois de Você






O fato é: o tempo passando, eu pensando q esqueci e à cada vez que nos falamos e até nos desentendemos, mesmo sendo amigos( ou tentando), eu tenho a certeza que pode ser amor, pq se mil vezes me perguntassem se eu tentaria de novo, a minha resposta seria sim! Sempre! Você foi meu melhor namorado, mais que isso, segurou na minha mão quando eu mais precisei. Mas há coisas que só depois vamos entender.Boas perspectivas do que já não é inédito pra gente, mas que traz uma sensação de novo. Estar com você novamente seria voltar a acreditar em relacionamentos, voltar a pensar em um reencontro mais sólido e verdadeiro..Depois de alguns anos de separação, mas jamais afastamento. Quero poder sinceramente corresponder à essas expectativas, mas tudo é um processo, que exige disciplina e acima de tudo, vontade. E eu estou disposta, sim! 

novembro 07, 2012

Tentei ser alguém (Julio Muniz)






"Ouve um momento

Um único momento

Você entrou na escuridão para acender a luz 
Subi aos céus carregado por suas asas 

Acreditei que era verdade,senti a brisa mais fresca que soprava ao teu lado pude ver beleza nas coisas pequenas

Pude tirar a fria arma do destino da minha cabeça, no céu me senti um igual... 

Me senti alguém
Ouve um momento um único momento 
Eu enfim sabia o que era amar eu enfim acreditei no amor
Mas no céu o vento e forte é não me foi dada asas, Agora estou caindo de volta 
Caindo como uma estrela cadente sem desejos para dar porque meu único desejo é que você volte 
Volte pra me mostra a beleza do mundo que só consigo ver ao teu lado
Ouve um momento, um único momento que acabou."




Julio Muniz
      

novembro 02, 2012

Novo livro

Então, gente, até que enfim...
Desde o início que estou com o livro pronto e nada de publicar. Hoje resolvi essa questão e " ta aí!". Mais uma produção quase "independente", porque se não fossem os colegas participando que graça teria? Eles é que são o meu maior motivo, pois pensam comigo, estão no "mesmo barco"...Enfim, não desistem de escrever, da poesia, de amar. Deixo um pequeno trecho do livro e agradeço a todos que me curtem e me acham uma boa "escrevedora", como meu amigo Cacá se autodenomina e eu também! rsrsrs.


”...Às vezes é complicado entender que  as palavras são
como paralelos e paradoxos que se entrelaçam.
E que nas entrelinhas  vão percorrendo o desenvolver de um raciocínio  que nem sempre tem lógica.
Separadas  e aleatórias, poucas vezes atraem nosso intelecto.
Porém quando menos imaginamos e pouco esperamos,
elas se completam e tomam formas inimagináveis...
A isto eu chamo inspiração...”



Este livro não é muito diferente dos outros, sempre o mesmo estilo. Porém considero duas coisas bem inovadoras em meu estilo de prosa poética. A primeira é que me assumi meio "narcisa" e enchi de imagens, fotos minhas que permitem expressar o desenrolar de cada história versada. E a segunda coisa é que algumas pessoas não sabem, mas anjos me atraem, rs..Então resolvi escrever sobre eles um pouco, em forma de prosa poética, claro, fazendo umas analogias que eu gosto muito. Enfim, só lendo mesmo. Deixei disponível para degustação 15 páginas! Na verdade gostaria de presentear a todos, realmente é algo que muito me alegraria, porém no Clube não é assim que trabalhamos. Deixo minha página para quem quiser me dar a honra de ler-me um pouquinho.

Dedico aos meus amigos: Fábio Aiolfi que apresenta o livro com uma imagem lindíssima e seu poema Eternidade; Jerônimo Madureira, sempre amigo, assim como as lindas Carina Morais e Francis França. E claro, meu querido amigo Ricardo Vichinsky, que me atura e participa sempre dos meus projetos e faz parte do meu cotidiano. Sempre...
Bjosss....

Elayne Aguiar


https://www.clubedeautores.com.br/book/132049--Entrelinhas