Pesquisar neste blog

No mundo

setembro 29, 2010

O amado é perfeito...


Perfeito é o sorriso de quem se ama
o semblante, o olhar que a ti lança
e em devaneios te propaga, acentua...
visão além do alcance e do coração...

Que já não espera mais nada, apenas cultiva
o ser, a alma, o intelecto, emoções...
do venerado que apenas prenuncia-te
Uma fala, um gesto, um toque, leve beijo...
toque de mãos, aconchego de peles
sorrisos e brincadeiras, tão seus e tão nosso!

Perfeito é o amado...e como vento impetuoso
vem e emite o seu aroma, a fragrância coberta
de lírios, jasmins, lençóis, corpos, toalhas
mistos de nós, meus e seus de amor...

Seus cabelos e pele, agora corpos vestidos
apenas mãos dadas, em Jardins da Babilônia
abraços apertados, sonhos juvenis...

De outrora e de agora, sem demora
é chegada a hora, desejo de novo aflora
amoras, amores, pomares e flores...

O verbo fazer, exercício do amor, corpos enlaçados
unidos, úmidos, respirantes e ofegantes
amantes em relva, primaveril selva
de gozo e de flores...dançando e pairando
por sobre os ares, aveludando nosso cenário
colorindo nossa tarde de sábado...

Um céu límpido e um amado presente:
o meu amor, que ainda não se fez neste dia
ainda se demora, o sonho acabou? Não!
sei que vais chegar...
e te espero...

setembro 28, 2010

São pessoas...


Existem pessoas e "pessoas". Pessoas que te fazem ser o que é, pessoas que nutrem sentimentos, são verdadeiras e ainda que tenham defeitos e mazelas, pessoas reais, à prova de toque, pessoas que simplesmente existem, dialogam, mostram-se, são...pessoas! Cidadãos, amigos, parentes, colegas, pessoas que parimos, que discipulamos com nossas ideologias e somos também aprendizes delas. Pessoas que entram em nossas vidas e não saem mais, pessoas que saem e nunca mais entram, pessoas que jamais entrarão, ficam apenas na porta à espreita...são "personas non grata".
Existem pessoas que mexem com nossa estrutura, animam nosso interior, desanimam ou até mesmo abalam nosso físico e nossa psiquê. Tiram-nos do sério, fazem-nos dizer absurdos, pensar loucamente, como se despertassem em nós sentimentos oclusos, palavreado forte, pessoas frias, calculistas, mentirosas e farsantes; pessoas que escondem-se atrás de si mesmos e que ainda assim talvez despertam ternura...(?)
Medíocres, demagogas e sedutoras, vivem de palavras e doces pensamentos, sempe em um mesmo nivel de raciocínio lógico e coerente. Não descem do salto, não rodam a baiana, não quebram os canecos, não armam barracos, não xingam, não pertubam, não falam nem um palavrãozinho sequer, não amam mas também não odeiam, não choram mas também não dão boas gargalhadas...sempre assim...lineares...densas...tensas...sem ofensas...
Porque esse discurso sobre pessoas? Porque já convivi e convivo diariamente com pessoas e tenho chegado à conclusão que devo ser um extra-terrestre, pois sou o oposto de cada tipo que aqui relatei: Muitas vezes entro na vida das pessoas e saio sem fazer diferença, ou saio causando um grande impacto, sou simpática, mas também posso ser cruel com quem antipatizo, posso ser uma persona non grata, se assim acharem por bem, mas sei ensinar, sei aprender, sei amar, não quero jamais odiar, desço o barraco quando necessário, quebro os canecos, chuto o pau da barraca, sou fria, sei ser insensível e falo boas verdades, assim como não gosto de ouvir, mas acabo "digerindo "o que sei que mereço ouvir. Sou também nobre e perdoadora, assim como peço muitas vezes perdão e não tão nobremente assim ajo de forma magoadora, de corações, de pessoas,assim como muitas vezes já fui machucada. Sou forte, sou fraca, carente e dócil, apaixonante e apaixonada; talvez amada e quem sabe invejada, ou odiada...sou assim, apenas uma pessoa, mais um grito na multidão, mais um alguém , com traços talvez mais marcantes e verdadeiros de quem muito já teve oportunidades de lidar com pessoas...e acreditem: ainda que pareçam torpes, rudes ou ridicularmente mesquinhas e sem sal, ou ainda que sejam dadivosas e com maestria saibam encantar e marcar presença...não são monstros nem deuses, são apenas...pessoas, pessoinhas, pessoas...

setembro 26, 2010

Sintonia de Amor


Jeito de menina, olhar sedutor *
Boca carnuda, corpo de mulher
Me diz o que faço
Quando desejo teu beijo

Sentir-se desejada, compreendida
Ela é unanime em versos inversos para te dar
Desconexos de todo esse universo secular
É divina..apenas ame-a

Te olho nos olhos*
Tomo-te em meus braços
Caricias,com o toque da pele
E tua boca toca a minha

Ame-a e beije-a, beijos seus
E num rompante de sede e fome
Arrebate-a, com toda volúpia
Lasciva de amantes que se dão

Corpos entrelaçados, queimando *
Transbordando desejo
Entregue a fome do momento
Cores e prazeres da alma repleta

Vocabulário poético, temos o nosso
Sabemos o tom, palavras certas
Conhecemos cada estrofe, somos um
Somos elos, nulos, não mudos
Apenas sussurros de amor...


Estrofes com *-Agradecimento ao meu amigo Ricardo Vichinsky, pela interação- Adorei, Ric, você é "the best"-rsrs

Soneto- Uma Pérola de mãe

Tento entender o que buscas em mim, o que queres de nós
Procuro decifrar enigmas benditos de noites e dias sem fim
Apenas idealizar seus sonhos, sua personalidade, seu estopim
Preciso libertar-me desse vício, escrever-te, ler-te, dar nós

Dar nós, laçar, enlaçar pensamentos e ações desconexas
Livrar-me das dúvidas, pairadas no ar, sonhos, situações convexas
Tantos mistérios, seria medo, insegurança, sei lá o quê...
Pode-se entender? Coisas de menino, que me obtém, sustém, vê

Tão compenetrado, palavras certas, verdades impostas, à mostra
E agora vem com essa história, quer que eu seja sua mãe? "Cosa nostra"
Isso é crime! Seu mafioso! Quer me matar? Quer que eu vire ostra?

Fechada, enclausurada pra ti,e tanta beleza e preciosidade escondida...
A mais nobre e linda pérola negra, única e jamais vista em sua vida
Mas se queres assim,viajarei contigo, serei mãe, sem volta, apenas ida...


(Não tentem compreender...soneto surreal)

Prefiro a vida!


Conversando com amigo,
Falando da dona morte
Apressei-me a encorajar-me
Em falar de minha sorte

Ele nobre poeta que é
Mostrou-me logo como conversas com ela
E disse-me sobre zebra, se caso der em postar tais versos
Que eu não me preocupasse,
são brancas riscadas de preto

Passei a vida vencendo barreiras, lutando
Encarando meus próprios medos
Inclusive o de morrer, estar deitada em esquife
E hoje digo sem medo, mas não quero morrer cedo!
Papai do céu! Conceda-me essa graça!
E se porventura quiseres que eu veja Tua face antes...

(Ih!! Virou oração!)

"Te peço somente que encaminhes teu anjo, aquele que me guarda
e me faças dormir um sono profundo, em que acorde em Teus braços
e já não me lembre de mais nada que para cá deixei...
apenas um sopro leve..e que suba a ti como um incenso agradável
às Tuas narinas, e que eu esteja sem mácula ou dolo e perdoada por meus pecados..."



(Dedico ao Ric Vichinsky , pela parte da conversa e do seu poema "Minha senhora", onde ele fala de morte (http://recantodasletras.uol.com.br/poesias/2516194)

setembro 22, 2010

Desejo então a vocês...


Aos que lutam
aos que sofrem
ou simplesmente
recomeçam
renovam-se

Desejo-lhes um novo prisma
de esperança e luz então,
de bonança que se faz pela manhã
Desejo-lhes muitas flores
vento fresco no rosto
muita natureza, céu e sol
cheirinho de chuva, de terra

Desejo-lhes pássaros cantando
afagos nos cabelos, nos pés
um ombro amigo, abraço apertado
uma areia branquinha, na orla da praia
mãos delicadas em catar conchinhas
um respirar fundo
sem dores, sem maquiagem
apenas um rosto...

Desejo-lhes manancial de águas vivas
límpidas, doces como um rio
e não mais águas de seu próprio chuveiro
onde por muitas vezes chorastes...
debaixo delas, sentadas ao chão

Desejo-lhes também paz e liberdade
(ainda que tardia)
como em Écloga de Virgílio
"Libertas quae sera tamen"
uma liberdade nua,
sem adornos, sem vaidade
dignas de libertários inconfidentes
liberdade em seres tu mesmo,
livres de amarras ou forcas
... e recomeçares sempre...

setembro 21, 2010

Esquizofrenia virtual


Resolvi postar isso agora mediante o que acabo de ler- sem citar nomes ou textos apenas fiquei impactada e não pude deixar de escrever para a pessoa em questão e para mim mesma. Desejos suicidas altamente comprometedores e graves, discurso esquizofrênico de alguém que talvez esteja prestes a tirar a própria vida, ouve vozes e vê demônios. E pasmem! Altamente sedutor e ...acabado por dentro!
Ai, gente, sinceramente não consigo entender isso de personagem & escritor real- NÃO ACREDITO NISSO- demagogia de nosso próprio ego, nossos próprios tabus em ter medo de dizer a que veio. Por isso faço questão de postar no meu perfil- sou eu mesma. É claro que acabamos exteriorizando por muitas vezes algumas nuances de nós mesmos, pouco mostradas ou inseridas no contexto "sociedade", como "máscaras" que usamos "a fim de atender aos pedidos mais moralistas" em questão.
Sei que existem realmente textos onde habita de fato um personagem, algo em que você pense: se eu fosse uma "águia...(ou cachorro, ou pedra, ou uma devassa), eu seria assim": Mas até por você pensar em o que seria, ainda assim estaria sendo algo que em seu íntimo você anseia ou admira.
Desculpem-me os que usam tais métodos e não só na superficialidade dos textos, quanto em suas próprias vidas, vestem -se de alguém que não são. Desculpem-me, mas certamente um pouco lá na frente ou daqui a alguns minutos perderão sua própria identidade, não terão maturidade para distingui-la, serão como múmias ou zumbis- pés atados, corpo atado e mortos-vivos. Obrigada, mas não quero isso para mim. Gostem ou não do que escrevo, sou eu que lhes escrevo- Elaine Cristina de Aguiar Ismerim dos Santos, ou Elayne Aguiar(apenas com um y para dar um certo charme...rs) e alguns codinomes para que sendo assim não precise expor pessoas a quem frequentemente são alvos de minhas inspirações.
E a estas pessoas não desejo pêsames, desejo vida, que se reergam, acreditem que há luz no fim do túnel, que procurem ajuda psicológica ou psiquiátrica. Falo por mim, "acho " que não sou louca, mas tomo fluoxetina todos os dias e faço análise, vai que meus surtos acentuem-se, quem viverá por mim? Quem criará meus filhos, quem será eu? Somos únicos e o dom da vida é o mais precioso...deste eu não abro mão! Talvez da escrita sim, mas da vida não...

PS: E ainda tem os que tecem comentários: Lindo texto! Um pouco triste, mas parabéns! E a pessoa do lado de lá prestes a se enforcar...
rsrsrs Eta povinho medíocre e hipócrita!

setembro 20, 2010

Uma amizade diferente

Uma amizade diferente
Um jogo de versos
Universo confuso
Sentimento adstringente

Que contrai, estreita a visão
A percepção do real
Em não saber lidar
Ou quem sabe omitir
Para si mesmo, divagar

Em pensamentos unânimes e seus
Resistentes ao que a nós é
Absolutamente protocolar...
Homem e mulher
Amizade independente?
É possível uma forma tão intensa?

Tão magnânimo isto
Nobre, elevado
Doce, delicado
Muito sedutor
Esse desejo de entrega
Ao outro que resvala-se
Em manter-se firme

Tudo de si a ele
Tem sido mostrado
Em exaustão
Em percepção
Em sofreguidão
Horas a fio
E enfim depois de horas
Quando pensas que sim
Ainda vês que não!

Ah! E como se divagam
Como se duelam
Consolam-se...
Mas sem qualquer prêmio,
Sem qualquer promessa,
Apenas gratas surpresas
De alguém que lhe tem afeto

Pensa que não ama,
Mas como poderia?
Melhor a fazer-omitir
Não ao outro, a si mesmo

Uma concepção vigorosa
Não falha para um,
mas tresloucada e que ira
O outro em questão
Por ter certeza de que
Não mais que nada mais
Do que uma linda amizade
é o que sempre terão

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

"Eles a querem para sempre
juram não mais se afastarem
Antes uma amizade assim
do que um amor desolado..."

(Dedicado)

Vida de escritora


Ontem estava conversando com um amigo meu: “Poxa, estou cansada, sabe! Eu não durmo mais, minhas costas estão doendo,estou em um afã incompreensível em escrever, escrever-te, escrever aos colegas, a mim mesma.” O cenário é o mesmo- meu quarto, meu PC, minha cadeira, minhas idéias que entre áudios, respostas e perguntas, vídeos e acessórios cibernéticos, vinho e música acabam por saltarem de minha linda cabecinha pensante e desnorteada. Imagino se os colegas são como eu, talvez não tenha mais uma vida própria e nem sei se isso é bom ou preocupante. Tenho entrado em um universo a mim apresentado há alguns anos atrás e que não me fascinou a esse ponto de hoje então; existiam mil barreiras, pessoas em questão, amarras ideológicas, havia o medo e a intriga. Hoje já não existem tantos impecilhos e o que havia já de estar maturado, bem compreendido e leve encontra-se tal como um “fardo prazeroso”. Sim, é como tenho me sentido.Feliz por escrever e triste por isolar-me; feliz por estar fazendo novos amigos,triste por serem virtuais- não estarem perto de mim... E são os mesmos posicionamentos, ideologias, questionamentos; mesmas rotinas, mesmos “vícios “, mesmos pensares...é ...vida de escritor é sempre igual. Umas mais descoladas, outras mais retidas, jovens, maduros,mas a sensibilidade é a mesma, ímpar.
Tenho visto as coisas com olhos mais críticos, diferentes até de mim mesma. E tal como um monge, que se isola a fim de aperfeiçoar-se e purificar-se e aprende a meditar e a chegar a um nirvana da alma; assim sou eu. Será que é viável de se alcançar uma elevação espiritual ? Não, não, seria como os gnósticos, que acreditam que ao adquirirmos conhecimento e quanto mais isso se propaga em nosso eu vamos atingindo uma elevação. Não sou gnóstica nem agnóstica, acredito em Deus, portanto prefiro acreditar que são manifestações próprias minhas e propícias a um amadurecimento maior, uma metamorfose , uma transmutação, uma nova caminhada.

setembro 18, 2010

Soneto-Você é para mim


Você é como versos e rimas, não ensaiados
É como fluxo de energia, firme e constante
Faz avivar meus ânimos, e não obstante
Também tem poder de deixá-los alterados

Tantos números, inúmeros questionamentos
Ai de mim se descobrisse que não é anjo
Em meio à acordes,som, voz e arranjos
Som de harpa, violino, órgão, instrumentos

Musical, sinovial, magistral é teu som
Percorre meu ser, minhas artérias,é bom!
Acalma minha alma, é benigno, tem seu tom!

Certo como um dom e tino , da maior qualidade
Bom é ouvir-te! Coerência e certeza sem vaidade
Sem iniquidade,síncope que me invade, em verdade

Fio de esperança


"Novo fio de esperança", acordei pensando enquanto fui me ajeitando
entre as cobertas e a chuva fina. Manhã com gosto de desencanto,
mas com um fiozinho de esperança.
Não quero persistir em tristeza. Sempre fui feliz, alegre,emotiva, bem humorada! De tempos para cá tudo se fechou...cortinas não! "blackouts" da alma...
Tento expressar-me: talvez alguém que saiba lidar com egos, pessoas,
tenha o dom da palavra a serem ditas, sábias e também toscas, infames, nunca desprezaria esse meu lado.
Alguém que equilibra razão e emoção,pontos a mais para ela, dona do meu pensar: razão, razão, razão- escolher o melhor caminho: ser racional e pouco feliz, mas satisfeita ? Ou emotiva o bastante e sendo assim infeliz por um todo?
Estaria remando contra minha própria maré, alterando meu ciclo. Então prefiro assim. Equilibrada, com um fio de esperança que surgiu a mim...
Essa esperança tem nome? Tem.
Uma alegria que se refez, um pequenino sol que volta a brilhar, meio fraquinho, cansado de tanta chuva. Um anjo dourado, diria.Uma euforia em escrever, em dizer, em expressar, tentar alinhar, ensaiar palavras, versos, sorrisos, encontros. Possíveis encontros, novas amizades, novos olhares, recomeço.
Uma outra parte de mim, ai! A quero sempre por perto, não fujas mais, não saias mais de mim, és brisa, afago, tantas coisas boas, imensuráveis!
Minha mola propulsora, meu caminhar, minha emoção em teclar, expor, dispor dos mais nobres sentimentos meus, só meus. Uma esperança que jamais esquecerei, jamais desprezarei, jamais sucumbirei sem ao menos certificar-me que ela está por aqui e que sentiu também minha falta, que quer abraçar-me, encontrar-me por inteira...
É em ti que peso todos os meus desalentos e sabes o peso da tua responsabilidade? Em ti posso e quero descansar, repousar e falar a ti de tudo que penso, alegrias, fracassos e medos. Fica à vontade então, toma o teu lugar!!

O que quero de ti


Talvez tudo que eu queira
queira de ti
loucura, paixão,estação
jasmim...

Ouvir-me, rir
ser você mesmo
sem ter que partir
Esqueceria até
essa coisa de destino
completo desatino...

Somos livre arbítrio
sentido programado
projetando futuro
e seus fios
desencapados...

Resumo de uma paixão


Uma nova roupagem
Talvez não combine comigo mesmo
Não cai bem, veste-me mal,
sufoca meu peito- angústia diária

Quero chorar, não consigo
lágrimas de crocodilo
então apenas compilo
textos de você, prossigo

Sem seu toque, sem sentido
teus versos, teu olhar
tua tênue educação
em não me machucar

Teu amor, "coisa" concreta
que tinha em vida tão abstrata
teu silêncio me consome
não deixa pistas, some!

Teu prato principal:
Vingança ao molho de mim
ácido como fel
flambada e regada com
mais puro de ti mesmo:
Mel...

Prolapso mitral


Prolapso mitral
sopro funcional
acordar em lugar longe
talvez paraíso
quem sabe aonde
meu peito não fique
tão abatido, sufocado
diariamente angustiado
olhar abatido
médico desconfiado
estetoscópio gelado
-"Menina, você não tem nada!
Arrume logo namorado!"
Eu sorrio, meio de lado
agradeço e saio
Ele somente diz,receoso em falar
também meio indeciso
Receita melhor pra isso:
Choro compulsivo...

setembro 17, 2010

Será que te ensinei?


Tava pensando em nós...em que posso eu ter te ensinado? Será que é tão importante assim aprendermos com os nossos relacionamentos(ou fim deles) alguma coisa? Será que é indispensável termos ensinado algo?
Enfim, aprendi isso com alguém um dia. Que o importante é aprendermos alguma coisa, porque de que adiantaria o tempo que passamos juntos, ou anos, em alguns casos?
Tenho aprendido, sim! A ir até a última gota, não me arrepender de lágrimas derramadas ou palavras qu não tenham sido ditas. Tenho aprendido que muitas das vezes, ainda que pareça trágico, a retaguarda é o melhor espaço a ocuparmos; não no sentido de ficarmos atrás de nossos posicionamentos, ao contrário, ficarmos com "os pés" atrás, porque se der certo é lucro, mas se der errado...hum! Não diga que não avisei.
Tenho aprendido que confiança é algo que se galga, conquista e não é pré-estabelecido. Nunca digo: Pode confiar em mim! Sou falha, pode ser que eu decepcione a pessoa. Digo: "Se me der uma chance de mostrar quem eu sou, saberás então que podes confiar em mim!"
Aprendi que não adianta você querer ser alguém que não é ou esforçar-se em mudar suas características inatas e essenciais. O dom do amor é justamente este: aprender a conviver e a amar as diferenças.
Aprendi que é melhor um recomeço doloroso do que uma continuação mentirosa e fajuta, já vivi de aparências- é como ter sua própria alma, orgulho e personalidades dilacerados por si mesmo. E muitas das vezes o outro não está nem aí pra hora do Brasil...
Aprendi a não iludir, a não ser hipócrita, dizer a verdade acima de tudo, doa a quem doer.
Assim como a não acreditar 100% quando me dizem "eu te amo". Os que mais falam são os que menos sentem, pois se o sentissem não teriam tanta necessidade de dizê-lo, apenas fariam por onde:cuidariam, honrariam, não desistiriam.
Aprendi a não ser apressada e impulsiva, um dia de cada vez, é assim que se vive um amor. E não sair atropelando as coisas, queimando etapas, tenha certeza que apressado come cru. Lá na frente alguma coisa vai dar errado. Comece conhecendo, conversando, namorando, conhecendo, namorando, conhecendo, experimentando, conhecendo de novo..aí sim, podes pensar em algo mais concreto.
Sei que aprendi muito mais e espero que tenha ensinado algo, ainda que sejam coisas banais e que talvez tenhas ficado...(chateado)...rsrs
Ou coisas grandes e sábias ou loucas e pouco coesas. Mas saibas que o mais importante é para que sirvam para sempre, seja em nossas vidas ou em vidas alheias...

Dueto- O beijo


Que falta que o beijo faz *
Pode ser um selinho
Carinhoso e gostoso
Tem gosto de quero mais

Gosto de cereja, anis
Beijo gostoso
De namorado
Roubado por um triz

Que sejam intensos *
Ofegantes. Daqueles!
Que unem a alma
Ascendem o desejo

Apenas um beijo
Quero sim
Um dia pra mim
Num breve ensejo

Apenas um não dá *
Dois, três sei lá
Com o toque da boca
Descubro o quero mais

Quero mais paixão
Vontade em ter
Você comigo
Meu abrigo

Em meus braços *
Te dou abrigo
E beijos intensos quente
Com malícia e paixão

Então não se esqueça
Tenha em mente o ardor
A chama, a saudade
Venha logo, enlouqueça!


"Obrigada ao meu amigo Ric Vichinsky pela interação!" Cool!!

setembro 15, 2010

Soneto- Rapel da Vida


Cheiro de natureza,cheiro de terra, de chuva
Dias no mato, caminhadas, trilhas, curvas
Quero tanto sentir! Lembrar-me de dias felizes
Pequenos bichinhos, mar e céus, suas matizes

Lembrar-me da sensação, emoção, não estar no chão
E sentir o medo, a altura, breve desconforto
Que acelera o coração e logo se dissipa, meu corpo
Entregue à natureza, ao colega, às cordas, ao cordão

E é muito mais do que isso, é pedra, é paisagem
São fatos, fotos, dom da vida é o que importa
É como nuvem, imagem, talvez uma leve miragem

Vida em perigo,que preza pelas suas metas especiais
Pela sua própria natureza, objetivos unânimes, ideais
E que traz vida em céu azul,com suas manobras radicais

setembro 13, 2010

Indriso-És como Natureza

Ah! Tudo em ti é como fogo!
Olhos de labaredas, beijar inflamado
Sua propagação se dá pelo meu oxigênio, meu nardo!

Sim! Bom ainda ver-me em ti, ainda que com luto, fingimento
E nem poderias ausentar-se de mim, és meu tormento!
Tormenta! Tempestades e brumas ao vento

És luar cheio, brisa leve que afaga ou forte que desorienta
És cachoeira, chuva orvalhada, garoa de mim, apenas sedenta!

Falho Pensar


É isso realmente que pensas?
São personalidades impostas
não naturais
A pura essência agora inflama
é absorvida pela chama
da mentira que brama
em gritar a ti:
É falho este pensar!

E não és sádico, és mártir
isentar-se da dor
de viver o dissabor...
Mas queres ser o sádico
que pensas ser essencial,
mas torna-se assim
masoquista de si mesmo

E até gosto dessa alquimia
dessa junção
novas vestes de teu pensar
do teu coração
mas que adianta vesti-los
se teu corpo teima em
querer-me?

E de certo podes saber
tens conquistado-me hoje
amanhã já não digo
mas só sei que algo mudou
somos agora como nossa despedida
somos inéditos
breves
e ainda sensíveis.

Sei amar sim...ainda lembro




Será que ainda sei amar?
não amor ao próximo
amor de irmão
amor de paixão, de homem e mulher

Sei amar ainda sim, penso eu
amar sem amarras
sem vergonha de demonstrar
sem se preocupar em estar sozinha na relação
saber que a recíproca é verdadeira

Amar descalça, de cara limpa
sem misantropia
sem querer culpar
ou desconfiar, odiar
o que o outro tem de incomum ou errado
simplesmente amá-lo
com seus defeitos
ainda que os piores
serem amenos para mim
amenos e contornáveis

(Já amei assim...)

Amar de forma que ele sonde minha mente
do levantar ao deitar
povoe meus pensamentos
sinta prazer em apenas olhar
ter carinho, um amor tão grande
que só de pensar!
Ah! Dá vontade de chorar...
de emoção, de saber que é real
e que ama também...

Amar, amar, pode ser não tão belo
não tão forte, nem alto
pode ser complicado, talvez não muito querido
aos olhos dos outros
mas para mim o ideal
amor sem igual
puro, ingênuo,crível
amor que supre e alimenta
persiste no tempo, nas provações
persiste nas brigas, que quase não tem
diria que desentendimentos

(Já amei assim...)

Amor de Cabala, de alma gêma
que devem ser almas distintas
e que ao encontrarem-se
celebram essa união
e tal como espelhos
refletem sua magnitude
todos ao seu redor
exemplo de amor ímpar
livre de dolo, mácula
amor por amor

Amor sem competição íntima e profana
existe sim...
briga silenciosa de egos, estopim
Mas o amor de carinho, de delícias
de bom senso, de vida santa, de crescer
juntos, firmes, encanto
olhar nos olhos, rir a valer
brilhar e sentir dor no peito
apenas porque ele fala
um pouquinho mais "firme" com você...

Amor com respeito, sexo também
paixão, tesão, atração
um ser íris dos olhos do outro
ser pupila dos olhos
ser seus próprios olhos
menina dos olhos
onde não cabe mais ninguém
mulher ou homem algum...
apenas um para o outro
que cabem em um único ser,
carne única...

( Ainda não amei assim...)

Indriso-Saudade

Ai, como eu queria agora estar em teus braços!
Curtir nossas músicas, nossas reuniões literárias
Onde falávamos de beijos, amor, paixão, laços!

Como eu queria que apenas me perdoasse!
Esse meu jeito complicado, meus disparates
Minha tristeza veio veloz, agora é empate!

Viver em combustão passional traz sofreguidão, dor...
Sou agora dama solitária,que anseia por ti, amor...

Na academia


Pode não parecer, mas frequento academia diariamente e gosto, acho importante me exercitar, ficar bem comigo mesma. Sou bem discreta, poucas amigas, entro muda e saio calada, mas sem parar de pensar e observar, claro! São sempre os mesmos perfis- a gata marombada cheia de tatoos e que cada dia vai com um macacão daqueles cavadões diferente; o cara marombadão que adora tirar a blusa após a musculação para que possamos ver como seus músculos (e ego) "incharam"; a cheinha que vai para a academia todos os dias e não emagrece nunca, pois fica enrolando na hora da malhação e no final senta na lanchonete e pede um lanche "daqueles"(não adiantou nada); tem as coroas metidas a garotonas, com síndromes "suzanescas" e muitos outros perfis engraçados(muitas vezes rio sozinha). Não se preocupem que eu não vou fugir do meu próprio! Mais ou menos assim:a sonsa
Chego calada, boa noite, oi, tudo bem? Sala de musculação: passo nem na porta- direto para o "sppining". Minhas vestimentas: cabelo amarrado, sem maquiagem, calça legging, top com regatinha por cima, meião e tenis. Encho minha garrafinha de água e vou. Enquanto pedalo em nada penso, alguns esboços, ideias sobre o que escrever ou o que comprar. Não pensem que é ergometria; "bike in door" ou "sppining" é muito p-e-s-a-d-o. Praticamente uma maratona de força, agilidade, cordenação, resistência. Ah! E descarrega as tensões, adrenalina, saio totalmente desconcertada, descabelada e vou direto para a ginástica: Sempre assim: aeróbico e anaeróbico, em conjunto.
Ninguém me paquera, ninguém puxa meu saco, ninguém me convida pra nada...rsrsrsrsrs Ninguém nem me nota, só a recepcionista que manda eu colocar a digital para poder entrar. Ah! E a professora preocupada se eu vou infartar na hora do sppining, pois tenho um prolapso na válvula mitral, mas meu médico já me garantiu que não vou morrer disso.
Ah! Fiquei alguns dias muito chateada, meu ego não se conformou e tive que tomar uma atitude-"Preciso urgentemente fazer alguma coisa para ser notada"..
Leve maquiagem, olhos sobressaltados, esfumaçados, cabelos soltos e bronzeada. Unhas vermelhas, macacão de marombeira (menos cavado, tudo bem). Garrafa de água da barbie, meião até o joelho(é moda aqui no Rio). Direto pra onde? Sala de musculação- Com a cara e a coragem. levei uma amiga que não parava de rir e olhar, dávamos muitas risadinhas, conversávamos e não demorou para que uns tres meninos viesem conversar com a gente, as marombeiras ficaram enciumadas e até o professor veio perguntar: Aluna nova?
Logo logo chegou uma daquelas "coroas" e me convidou para um "aulão" na academia mais badalada da zona sul, seria uma aula de sppining e jump; e não parávamos de rir, trocávamos orkut, msn e é claro que eu não contei que eu era aquela moça retraída, agora repaginada. Imagina! Muito menos que gosto de escrever, tenho blog,que aquilo era um "laboratório" meu, claro que não iriam acreditar. E não que sejam burros ou alienados,são legais, simpáticos, engraçados.Mas em geral o que percebo é que as pessoas colocam máscaras de acordo com os lugares onde estão. Máscaras no trabalho, na academia, na noite carioca, perante as pessoas até que gostam. Máscaras, máscaras, sempre máscaras. Até para si , quando não querem admitir suas próprias verdades, fogem de si mesmos.
E acabam criando seus próprios estereótipos. Ah! Não vou mais pensar, já tá ficando chato, tarde, eu também vez em quando uso uma pequenininha que adoro, aquela que cobre só os olhos e você segura com uma varetinha, pois quando não quer mais é só afastá-la de perto, então verão meus olhos...apenas os mais íntimos e talvez...

"Qualquer semelhança em questão não terá sido mera coincidência".

setembro 12, 2010

Vazia de Mim

Vazia por dentro...
não sei o que pensar, o que escrever
não quero me deter, também não te ter...

Muitas cartas, frases e ditos
dossiê da ilusão, do fim
Austeridade, loucura, conforto
postura firme, porém morto...

Sustentar minha própria solidão
tarefa difícil,
sustentar minha alma trancada
acorrentada
em elos de tristeza, medo, dor

Levantar uma bandeira
uma flâmula de liberdade
inflamada talvez
de falsas verdades

Sem amor, apatia
sem agonia, buscando uma sintonia
entre meu "dial" e alguma rede, antena
não sei, algo que impulsione
meu leve caminhar,minhas pernas...

Além de escrever, trabalhar
de filhos cuidar, amar
algum alicerce, um motivo constante
redundante, seguir avante

Essa pausa tem sido longa, o caminho é distante
a linha de chegada nem sei onde fica
a Profa. Vida tem me ensinado
sou sua aluna dedicada, mas perdi a esperança
Dê-me então uma caminhada
no final um troféu de lembrança

Talvez não seja o amor, nem dinheiro
nem confiança, nem mesmo esperança,
Talvez seja a maturidade
o crescimento, alinhamento
das minhas próprias verdades,
de valores verdadeiros, unânimes

Talvez seja a resposta, óbvia
patente aos meus olhos e eu não veja
talvez seja eu mesma
mas mesmo assim, ainda que seja
não quero que eu esteja
tão óbvia assim...

setembro 11, 2010

Indriso-A Inspiração é uma Musa

O sono vem, a preguiça se instala
A inspiração é musa que não avisa, é como brisa
Mas poetisa quer dormir, ânimo se resvala!

Ora errante ora fugaz, tanto faz
Não é efemera, infinita quem sabe...
E sábia em saber o que muito lhe apraz

Então por isso preste atenção, durmas não!
Verse com letras, crie, brinque de ilusão!

(heh, tinha esquecido uma estrofezinha..)

Indriso- Sobre Poesia



Poesia é vida, verdade, nobreza e sentimento
Em versos e frases para nós nunca ideais
Com certeza não vive aqui, está no firmamento

Um lago de poesias,lindas e vindas do âmago que ressaltam
O brilho das águas que teimam ser cristalinas e arrebatam
Agora entendo Narciso,talvez tenha visto letras não sua face

Desenhadas ao som da mais nobre música clássica,som da natureza
E coloridas naturalmente pelo próprio arco-íris...

setembro 10, 2010

Ouvindo "A Voz do Brasi"


Estava voltando para casa e ouvindo "A voz do Brasil", até gosto e sei que muitos fogem dela...rs Então ouvi algo que me surpreendeu e parei para pensar e talvez nem fosse texto para postar no RL, em meu blog encaixaria-se melhor. Ah! Então nos dois, porque se lá é pensamento também... então vamos lá: Estava sendo entrevistada a superintendente nacional do combate ao fumo no país(acho que era isso e não lembro o nome). Ela expôs que com muito empenho, dedicação, divulgação, orientação, leis severas e educação o Brasil hoje tem 50% a menos de fumantes do que há dez ou 15 anos atrás(inclusive eu..hehe). Ou seja, não uma estatística, uma realidade que aponta nosso país para o primeiro no mundo em diminuição nessa escala e neste tempo. Nenhum país no mundo conseguiu ainda tal proeza. E graças a toda uma cultura que foi mudada. E ela ainda dizia que o processo é contínuo visto que eles tem pesquisas que apontam as classes C e D ou D e E, não lembro, como as que tem mais dificuldades hoje em largar o cigarro. Não se sabe se por falta de informação ou se por devido à maiores pressões do cotidiano em geral, estresse e insatisfações, o que poderia levar essas pessoas a consumirem mais, visto que talvez vejam o fumo como alívio e fator desetressante. Falou de jovens que fumam mais, mas em compensação não engrenam, a fase passa. Traçou vários perfis. Logo depois veio uma matéria falando das nossas urnas e nosso sistema de votação- um dos mais seguros do mundo e eficientes também. E eu comecei a pensar: Bem, temos tantas coisas melhores no mundo, tantas referências substanciais que movem a economia...carnaval melhor do mundo, futebol ( ainda, espero eu), produtos de exportação, turismo de referência, medicina de ponta, a cirurgia plástica de Dr. Ivo Pitanguy é a melhor DO MUNDO.Vamos ter as Olimpíadas, a Copa do Mundo... Gente, nosso país é tão belo, tão rico! E porque é tão pobre ainda em questões básicas e vitais, como saneamento, escolas e segurança, transportes, essas coisas? Não tô querendo fazer política até porque não entendo, mas é tão difícil entender tais questões..
...e fico profundamente triste...

Diário de uma professora chamada Vida


Meu nome é vida, tenho milhões de anos, professora, mestrado e doutorado em comportamento, ética , superação e outras especialidades mais. Sou uma mulher madura, altamente altruísta, gostaria que todos os meus alunos fossem pessoas capazes, felizes, éticas, errantes também, mas com incrível disponibilidade em servir, em resgatar valores, enfim, pessoas humanas e sagazes, experientes e sábias! Sim, esta é a palavra-chave: Sabedoria. Até lembrei de um aluno meu que pediu-a a Deus e muito lhe foi concedido: o nome dele era Salomão. No fim tive que ensiná-lo também mais algumas coisinhas e acabei sendo musa inspiradora dele em seus textos “eclesiásticos e proverbianos”.
Bem, mas falemos de meus alunos de hoje, do século XXl. Poxa vida! Como me deixam cansada, exausta, diria, são muito impulsivos, inteligentes, metódicos, românticos, egoístas, sovinas, lascivos, alguns até mesmo destrutivos e destruidores. Tento ensinar todos eles, um por um, seja por bem ou por mal, mesmo quando alguns insistem em se acharem intocáveis, autodidatas, invencíveis. Ah! Os egoístas são os mais difíceis... geralmente acabo precisando tocar em um dos seus, pois nem mexendo com sua auto-estima vezes tenho sucesso. Então só me resta tirar-lhes o chão. Uma perda irreparável, talvez uma doença, algo que verdadeiramente faça-os repensar que , nada contra os autodidatas, foi dada a mim a incumbência em ensiná-los a serem gente e eles precisam de minhas lições. Tudo bem que me sinto um pouco parte deles também, aliás, de todos ! Digamos que eu seja uma amiga fiel e prestativa, tenho amor por eles independente de quem seja, e eles prezam muito por isso, são poucos os que me desprezam e até se despedem de mim..tomam outros rumos.
Tenho alunos muito românticos, ingênuos demais, sem senso do perigo. Tento ensinar-lhes através de métodos práticos, minhas aulas são bem dinâmicas, porque se fico na teoria eles não aprendem! Vejam só! Outros alunos mostram, contam suas experiências, mas não adianta. Eles não desistem, sempre acham que com eles será diferente. Quando vejo que está muito difícil acabo pedindo reforço. Peço para meu colega Prof. Don Juan e sua auxiliar. Estão sempre prontos a entrarem em ação. Ah! Os românticos e sonhadores vivem em mundo paralelo, quase que surreal, são tão ingênuos e precoces também, são doces e meigos e acaba sendo árduo ensinar-lhes. Confesso que fico com dó, mas é necessário. Don Juan é mestre em ensinar as mocinhas a não mais acreditarem em príncipes e cavalos brancos, deixá-las mais espertas, entende? A auxiliar dele, que na verdade são várias, vai depender do contexto,entram em ação como melhores amigas traidoras ou como mulheres avassaladoras.Essas com certeza sabem como partir o coração de um mocinho romântico e apaixonado e que chegam ao ponto de não darem mais o valor devido às minhas aulas. Após período de "recuperação" eles ficam muito mais inteligentes, absorvem todo o conteúdo e levam isso para o resto de suas vidas.
Hum..Para os lascivos e promíscuos muitas aulas de doenças sexualmente transmissíveis, aulas de “Como aumentar a sua auto-estima”, pois muitas vezes sentem-se lixos ;
Para os fracos aulas também bem dinâmicas, de provas quase insuperáveis, muita luta, para ficarem fortes nos combates, não terem medo de superar seus próprios limites. Costumo dar-lhes muitos desafios para que possam aprender e pararem de se lamentar. É assim mesmo, quando estamos fracos numa matéria temos que fazer muitos exercícios, para fixar a matéria e ficar craque. E olha! São os meus preferidos: longânimos, obedientes e muito promissores.
(continua..?)

Desacato ao amor


Desacato ao amor, vindo de mim mesma
ao amor, ao abraço...

Pranto discreto
sem lágrimas, sem desespero
próprio de pessoas civilizadas
punição ao amor que não quero
rendição a solidão que espero

E com esmero a cubro de brilho
brilho de letras, de canto
de imagens, de manto...
Enegrecido ,de luto
ao fiel desacato

Minha renúncia consciente
meu entregar de bandeja
meu "pegar para Cristo"
subterfúgios vis, em vão
minha frieza calculista

Meu desviar da rota
a escolha de outras portas
talvez aquelas levariam-me
a algo que almejo
mas que hoje desprezo:
a felicidade de viver um amor

Hoje tento adoçar
minha própria acidez
escolho palavras, brinco
mas a verdade é nua e crua
não sou mais lua, nem mel
sou fel

Perdoe-me meu desacato
minha doce amargura
o alívio chega em doses
overdose da alma
que anseia por solidão
desamparo e ilusão
mas amor não...

setembro 08, 2010

Eu e a Pedra


Eu e ela somos assim
duras, acinzentadas
as vezes em cor ocre, de terra
quebráveis
depende do terreno
ou do solo
a natureza é implacável
não se muda o que já é
nasceu pedra para sempre será
jamais virará flor
humano então nem pensar

Mas até que é bom ser pedra
sei de uma coisa, podem nos bater
arremessar
tentar destruir, por fogo
não vai nos queimar
nem nos destruir
talvez nos deixe mais quentes
ou quem sabe com alguma erosão

Sabe aquele ditado?
água mole em pedra dura?
pois então, isso é verdade
não vamos nos enganar
também não somos tão invencíveis
mas devo dizer
anos e anos para acontecer
tal proeza e talvez mais
sabemos que vai chegar nossa hora,
de talvez ficarmos porosas
sermos feitas de "banquinho"
para alguém sentar
ou quem sabe "pedrinhas"
pra criança brincar

Não se "chuta pedra morta"
aliás quero reinvindicar
quem inventou que pedra não tem vida,
não tem coração?
não coloca culpa em Deus não
se Ele criou, toque divino tem
e você acha que não sentimos dor?
quando vocês vem
com suas máquinas mirabolantes
fazendo túneis de nós?
invadindo nosso ser
somente para alimentarem
seus egos e atravessarem
e dizerem: acostuma-te!
serás agora estrada
caminho para os que seguem
e não poderás falar nada
contenta-te em ser apenas pedra!

Ah! E esqueci de dizer
somos desprezíveis, ninguém quer nos encontrar
somos como percalços, pedras no meio do caminho
mas não tem problema, não!
Sou uma pedrinha muito charmosa
tô aqui escondida, ninguém vai me achar
e para quem não acredita
preciso me alimentar
respirar e caminhar
quero também namorar, ter filhos
casar e velhinha ficar
e não mais me arrepender
de tudo que fiz para viver...


PS: E meu marido tem que ser um Pedregulho também..rsrs

setembro 07, 2010

Meu Rio continua lindo!


Sou carioca,
sim senhor!
Meu caro Rio
meu fascínio
exímio e ilustre vício
meu cio
você tem brio
tem polícia!
tem astúcia
e continua solene
de boa índole

Tem "cabeça oca"
gente louca
e também mulheres,
frutas, in natura
"mulher fruta"
imatura
com seu carnaval
sua "comissão"
seu funk
é punk!!

Berço da nata
de magnata
da mídia em ação
celebração
do jingle famoso
quero continuar
poder cantar
que é meu chão
sensação
de praia, sol e mar
aportar
em teu cume, o Redentor
ver-te em esplendor
com ternura e amor
sem dor

E descer tua pedra
versejar para ti
em terra firme
olhar para cima
e como em filme
me emocionar
com Rodrigo de Freitas
"Cara de Cão"
Pão de Açucar
e nunca,
nunca mais te deixar

Porque de ti eu rio
e sorrio
dos climas,
pessoas e rimas
e de versos de julho
meu frio
e versos de fevereiro
meu calor e meus rios
de lágrimas e pelo Rio
de Janeiro
e o quero inteiro
só para mim...

uma eterna carioca patriota...

Indriso-Dias de amor


Ai! Que saudade que eu tava, do teu beijo voraz, molhado
Que vontade que eu tava ,de te ter e tocar, ficar do teu lado
Me sentir protegida, amparada, te fazer amor, sem ser avisado

Do teu olhar apertado, da lua e das noites comigo, abraçados
Da tua pegada atrevida, de fingir que não ouve, meus enfados
Da nossa praia à tardinha, cabelos ao vento, por de sol, bronzeados

E a nossa alegria, risadaria,só "abobrinha", liberdade e voz!
Deixa a conversa! Com pressa! Calor e frescor! És minha nascente e foz...

Quero ser Davi


Será que ainda sou como ele, uma mulher segundo o coração de Deus?
Ou será que me perdi, mutilei-me, deixei em segundo plano o que Deus quis me dar?
Sempre apreciei tanto a história desse "cara" que até hoje é venerado pelos seus, aclamado como o maior rei que Israel já teve um dia. Não sou judia, sou cristã e como boa cristã presbiteriana tenho fascinação por elementos judaicos, pelo universo israelita, com sua ritualística, cultura e história.
Esse camarada era o menor de todos os seus irmãos, era um pequeno pastorzinho de ovelhas, era ruivinho e sabia tocar muito bem. A maioria dos salmos são composições dele.Ele foi escolhido por Deus através de Samuel, o profeta, a ser o novo rei de Israel, a fim de ficar no lugar de Saul, que a princípio fora um rei razoavel, mas que se perdera em seus egoísmos, vaidade e ganância.
E sendo assim tornou-se rei. Um rei justo, adorado, teve muitos filhos mas cometeu um pecado gravíssimo. Ele conspirou contra seu próprio amigo. Logo ele, que apesar de ter sido o rei mais rico da Terra ainda assim declarava-se que sem Deus ele era o mais miserável dos homens!..
'As vezes as pessoas acham que os "heróis bíblicos" são santos porque não pecaram. Todos pecaram, mas a diferença é que sabiam reconhecer suas fraquezas. Quero ser assim, quero ser livre, sei que vou errar, mas que eu possa ter a sabedoria de me redimir, de tentar consertar o que as vezes até achamos que não tem mais jeito.
Davi olhou par BateSeba, mulher de seu amigo Urias. Olhou-a nua, banhando-se em seu terraço, admirou-a, desejou-a e tal foi sua arrogância mandou chamar um dos seus e buscá-la, enquanto tramava a morte de seu amigo para ficar com sua mulher. Foi feito. BateSeba engravidou e tornou-se mulher de Davi, que assassinara seu marido.
Passado um tempo veio o profeta Natã e disse-lhe: Caro Rei, se por acaso tivesses uma ovelhinmha só e viesse alguém e a roubasse e ainda por cima matasse seu dono, visto que o assassino possuía muitas posses e era abastado. O que faria? Ah!!- disse ele, traga-me esse louco aqui, esse insano pecador que agora mesmo vai ser punido! Ficou indignado e Natã apenas olhou para ele e disse: Pois então, esse assassino é o senhor.
Quando Davi tomou consciência do que ele tinha feito aí sim, rasgou suas vestes, se arrependeu amargamente e clamou perdão a Deus, sofreu todas as consequencias do seu pecado: seu filho com BateSeba morreu, houve incesto em sua família, mortes e ele não viveu para construir o Templo, seu maior desafio e desejo, deixou para seu filho Salomão a missão.
Quando erramos podemos até tentar consertar as coisas, mas as consequencias são geradas. Mas porque eu gostaria de ser Davi? Sei que a graça é para todos, mas Davi é considerado o homem segundo o coração de Deus, ou seja, o tipo de homem que Deus verdadeiramente aprecia, não abomina: ele era justo, obediente e tinha temor, não deixou que o reinado e a sua fortuna abalassem a sua fé. E muitas das vezes ao vivermos uma pequena decepção ou desilução, viramos as costas para Deus, amaldiçoamos Deus, somos ingratos. Quero ser Davi no relacionamento dele com Deus e no que ele acreditava ser para Deus. Em um momento de desespero, quando ele cai em si que havia conspirado, matado e adulterado ele compõe um dos salmos que considero o mais lindo!

10 Ó Deus, cria em mim um coração puro e dá-me uma vontade nova e firme!
11 Não me expulses da tua presença, nem tires de mim o teu santo Espírito.
12 Dá-me novamente a alegria da tua salvação e conserva em mim o desejo de ser obediente.
13 Então ensinarei aos desobedientes as tuas leis, e eles voltarão a ti.
14 Ó Deus, meu Salvador, livra-me da morte, e com alegria eu anunciarei a tua salvação!
15 Ó Senhor, põe as palavras certas na minha boca, e eu te louvarei!
16 Tu não queres que eu te ofereça sacrifícios; tu não gostas que animais sejam queimados como oferta a ti.
17 Ó Deus, o meu sacrifício é um espírito humilde; tu não rejeitarás um coração humilde e arrependido.

Salmo 51:10-17
E Deus perdoou a Davi...

Paciência


Paciência
infinita
não restrita
que conquista

Paciência
que guarda
questão de nada
apenas que ama
inflama
desejo guardado
coração acelerado

Paciência, paciência
Pra ciência nenhuma
defeito botar
como se tudo fizesse
pra te afastar
e não desiste não,
apenas és

Paciente, fiel amigo
doutor
das necessidades
e vontades
da minha alma
calma!

Jamais perde a guarda
a questão
maturidade e silêncio
fazes então

Impotente, que se sente
pela distância
e descontrole
não das palavras
és como lavas
quentes
de vulcão
em erupção

Mas paciência tem limite
não arrisque!
E se quiser fique
mais um pouco
em sentinela
te garanto que haverá
uma flor
na janela

Flor minha chamada rendição, e por que não?

Indriso- Manual de mim


Tens lido meu manual, meu índice, minhas instruções de uso
Entendes de conexões seguras, comandos e funções
Tens Know-How no assunto, és minucioso e não ficas confuso

É preciso paciência, atenção, ajuste da programação!
Tá com a mente cansada, longa jornada, menu e canais,timer
Bloqueio de imagem, som, controle remoto,garantia de devolução.

Na minha tabela de verificação de problemas, você é a solução!
Especificações técnicas tu não precisas não, é por dedução!

setembro 06, 2010

Acróstico de ESCREVER E SER FELIZ!

E-screver e ser feliz
S-entir que não estás mais sozinho
C-riar seu próprio mundo, absorver, exteriorizar
R-ealidades ou imaginário, tanto faz
E-legante ou inatingível, quem sabe simples
V-ersos de poetrix, haikas, duplix-tentando entender
E-m meio a meus próprios formatos nada técnicos
R-io deles, minha metodologia sem nexo

E-agora estudo textos, quero aprender "indrisos" e "sonetos"

S-ou feliz e apenas tento
E-mancipar-me em meus próprios desalentos
R-ica estou, agora que redescobri meu maior prazer

F-iquei anos às escondidas, por medo, vergonha
E-m meio à "podas", descrédito
L-ustrei meus pensamentos, acordei, reagi
I-nfinitamente grata a amigos incentivadores
Z-elo por mim tivestes, amo-te por todo sempre

A quem muito me "reinspirou", incentivou e ajudou-W.A
E hoje a amigos como Cacá- Obrigada!
A Andreza por ter me ajudado em meu primeiro "escrito oficial", rs

Sobre amor e paixão-considerações finais


Achei que já havia terminado, mas quanto mais me excluo mais penso e questiono, observo e me posiciono em relação a esses sentimentos "nobres" e devastadores, quem sabe imprescindíveis até. Pensei em coisas que ouvi e aprendi e que com certeza tem mudado minha forma de enxergar o que não se vê, ou finge-se não ver:
Os amores egoístas.Ou egoísmos de amor, vai depender do contexto, mas o fato é que as pessoas "normais " não querem estar com alguém por estar, sem fundamentos ou visão futurística da relação. Isso é fato. Não esqueçam: somos seres psico-sócio-bio-físicos. Necessitamos de interação. Mas existem os que por mais que apreciem a liberdade e autonomia, quando entram numa relação entram por dois motivos: Ou verdadeiramente bem intencionados em manter o namoro ou apenas preocupados em "trocas satisfatórias e eficazes". Seria tão imaturo se pensar em um amor "correspondível", onde ambas as partes desejam verdadeiramente investir na relação?
Tem pessoas que se dizem tão maduras (principalmente os homens) e levantam uma bandeira da "autosuficiência",propoem uma filosofia que apenas é verdadeira a ele, a mais ninguém. Já ouvi isso-pasmem!-que a "maioria da população é carente, precisa de alguém para se nutrir sentimentalmente". Bem, estimativa machista e hipócrita ou com certeza oriundas de alguém que se coloca acima do bem e do mal. A imaturidade está justamente aí, pois eu acredito em autosuficiência a partir do momento em que a pessoa também não se preocupe em relacionar-se, talvez como os celibatários(e que ainda assim não o são). E não estou falando de sexo, pois se queres ser autosuficiente então seja sem depender de relações esporádicas ou até mesmo de "falsas relações", e diria até fracassantes amores, onde o outro "ser" em questão contenta-se em ser o terceiro ou quarto plano de sua vida ou mesmo anule-se e passe a alimentar o ego que existe no "réu" em questão.
Ouvi também uma frase muito interessante de um colega que escreve muito bem por sinal e que disse:"Não acredito no amor, as pessoas apenas procuram se amar em outras pessoas...
No fundo muitas pessoas se amam mais quando amadas, quando sentem o reconhecimento diante dos olhos daquele que se admira."(F. M.) - Perfeito, sensacional! Então que fale a verdade, como ele. Que você passa amar ou ama mais a partir do momento que alguém alimenta o seu "bichinho interior".
E o mais interessante é quando o egoísta anuncia que talvez a melhor pessoa para estar ao seu lado seja alguém igual a ele-Das duas uma: Ou ele se apaixona, pois no fundo acho que são pessoas ultra dependentes de paixão, o que os torna um pouco mais "dóceis e esperançosos" ou ele sofre, porque seu machismo impera e ele não admite tal situação contrária, ainda que tenha em algum momento desejado por isso.Ou seja, anda na contra-mão: quer se bastar, mas não quer que quem esteja com ele baste-se. Caso perceba que a companheira(ou companheiro) se posiciona da mesma forma com certeza haverá surto ou choque. Entendam que ele precisa"alimentar-se". As suas verdades são as mais satisfatórias e os relacionamentos anteriores não deram certo por culpa...advinhem! sempre do outro lado...
(talvez continue..)

Entrevista com Belisama


Após colocá-la em detector de mentiras e anestesiá-la a fim de fazer experiências com sua pupila, Frank resolveu entrevistá-la e dentre vários assuntos resolveu perguntar sobre comportamentos em geral e o que Belisama pensava sobre paixão e ciúmes. Então começou assim:
F: Minha querida, o que verdadeiramente a faz chorar, em se tratando de relacionamentos?
B: Bem, o que me faz chorar é imaginar que ele não está na mesma sintonia e que daqui há algum tempo certamente meu encanto acabará e ele irá embora, visto que me fizeste multifacetada.
F: Fale-me sobre isso...
B: Me acho um pouco louca, possessiva e egoísta, quero todos os olhares e atenção para mim, sei que sou intransigente em algumas questões e eles não suportam, acabam sentindo-se inferiorizados..sabe como é, são machões e adoram dominar, não me toleram mais do que alguns meses...ahahahahahaha
F: Deus meu! E você ri? Porque essa atitude, seria um desejo de autoafirmação..acho que te fiz muito dependente e carente de amor, como sabes que é esse o real motivo?
B: Na verdade não sei, mas tenho minhas conjecturas. Qualquer um sentiria-se ameaçado ante a minha postura, é algo como desenvolver o bom, mas não se isentar do mal, ser doce e amarga..minha personalidade não é pragmática, é maleável e livre de sinonímia, muitas antonímias sim, diria...
F: E você não faz questão que eu mude, ou você mesmo queira mudar? Será assim para sempre?
B: Teve um que disse que se ele não fosse tão maduro ele já teria fugido de mim, pois eu assusto e desequilibro; há aqueles que fogem desesperados com medo de se apaixonarem perdidamente ou até mesmo não gostarem disso, preferem meninas comportadas e dômitas, angelicais...e que dizem: "Você vai me deixar, não é mesmo?"....ahahahahaha Adoro quando vejo este tipo de coisas..essas sim, ideais para quem quer viver um amor sem igual! Vão casar, ter meia duzia de filhos e ouvir isso pelo resto de sua vida
F: Que horror, Belisama, estou preocupado. Isso é uma brincadeira?
Bem, mas vejamos..como pode ter tanta certeza? Desses pensamentos?
B: Digamos que fizeste-me dotada de sexto sentido e tenha aprendido algumas coisas. Você precisa ver quando eles querem provar algo para eles mesmos, provar que já não pensam mais e me acham ridícula, o que eles fazem...
(neste momento ela coloca a mão na boca como se rindo entre os dentes, totalmente desconcertada, hilariante e segura)
F: (Frank já apreensivo...) ???? Diga-me...o que fazem?
B: Bem, primeira coisa: arrumam logo uma "namoradinha" para tentarem me confrontar, depois dão o desprezo, misturam as estações..se antes queriam continuar amigos agora já sentem-se totalmente levados a fazer o contrário-querem distância..mas sou capaz de afirmar que pensam em mim a cada instante, ficam cativos a quilômetroas de distância e sem ao menos eu estar perto deles..Não é o máximo?
F: Belisama, você consegue agir de forma diferente? Quem é você afinal?
B: Consigo, quando quero, quando aprendo a gostar, quando me envolvo..mas é passageiro, é efêmero, é mortal, pois sou de mim mesma.
F: Belisama por Belisama...
B: Uma mulher-deusa robótica, sensível e em busca do seu par ideal, até pensou que havia achado, mas foi apenas mais um deles, sabe como é..não conseguiu realizar a osmose-relação simbiótica. Mas tenho defeitos, sou muuuiiitttooooo ciumenta!!! Essa é a questão. E acho que louca. Problemas à vista, meu caro!
F: Você não tem vergonha de ser assim?
B: Vergonha? Você deveria ter, me criaste assim, mas prometo-lhe( e não estou mentindo) tentarei ser mais viável...
...
Frank estava desconcertado, havia realmente criado uma figura categoricamente fria e politicamente incorreta. Mas ele a via com olhos tão ternos, quase marejados...ele a amava e sabia que ela só precisava de amor e alguém ao seu lado que a entendesse, afagasse seus cabelos e a protegesse. Não tinha pena dela, a admirava. "Se eu pudesse concentrar toda essa força e plenitude dela em outras coisas.." Iria tentar trabalhar isso, mas em um momento de transe que estava logo caiu em si, visto que Belisama estava arrancando todos os fios,eletrodos e outros apetrechos que ele havia inserido em sua cabeça e tronco. Ela num breve rompante pulou de cima da cadeira alta com braçadeiras de ferro, correu dando gargalhadas e bateu a porta. Frank foi atrás, puxou-a e disse que não havia terminado. Forçou-a a sentar-se no sofá mesmo, já sem aparelhagem, mandou que ficasse quieta e ordenou-lhe que respondesse as últimas perguntas, pois não havia finalizado a entrevista. Mas ela era assim, atordoada, não gostava de ficar fazendo a vontade de Frank. Respirou fundo e perguntou:
-Não acabou? Ainda tem mais? Acabes logo com essa chatice. Quero uma taça de vinho, andas logo! Só assim responderei o que queres saber!
_Não se preocupe, meu anjo, vou poupá-la.. façamos um jogo rápido, ok? Depois continuaremos..
-Ok.
F: Livro preferido
B:" O Príncipe"-de Maquiavel
F: Duas coisas boas..
B: Vinho e música
F: E por falar em música, seu vídeo preferido
B: Bad Romance , da Lady Gaga-sabes que sou fã dela-porque perguntas?
F: (já impaciente) Sei sim, filme?
B: Closer, rsrsrs. Mas pare com isso...rsrs(estava rindo, lembrando de outras coisas)
F: Paixão:
B: Você
F: Vício?( Estava rindo meio de lado)
B: Você
F: Belisama ama...( meio desconcertado, não conseguia resistir-lhe)
B: Ela mesma e talvez você
F: E por fim (já olhando-a fraternalmente e colocando seus cabelos por detrás das orelhas)
F:Sonho?
B: Olhou para ele, bebeu um gole de vinho, riu e disse: O que achas?
Você sabe...Humana!! Ser humana!!

Logo então ele riu, abraçou-a, saíram batendo portas e rindo, íam sair para dançar. Ele já havia esquecido todos os seus disparates...não esqueçam que ele a amava...

...(continua?)

setembro 05, 2010

Dias nublados


Dias nublados
acizentados
preguiçosos
de feriado...

Dias de saudade
meses é muito
falo de dias
um após o outro
dias de vontade...

Dias de filme, cobertas
pipocas,afeto
estar desperto
para um bem que se quer
querer ficar perto...

Dias de sábio
curtir o que Deus deu
curtir o apogeu
da vida, do que Ele
nos ensina
nos orienta
e atenta...
para o que teus lábios pronunciam
meus ouvidos anunciam
o que não quero mais ouvir...

Refletir
em dias nublados
e sequestrar
sentimentos sem pestanejar
próprios, domesticados
calmos de dias nublados
onde não se tem chuva para tempestuar
nem sol para detonar!
apenas cinza...

Cinzas de um cinza perfeito
de um dia fiel
aos meus sentimentos
escritos que salvam
que liberam o som da alma
e que decide : "Vou cuidar!"

Da alegria, do recomeço, do preço
que se paga em sermos crus
e multiformes
Não me preocupo com rótulos
e sim com espaço
para não mais me deter
sendo assim amadurecer
e florescer
em mim mesma
em dias posteriores
de "ventos e flores".

Sinta-me de longe...


Sinta-me assim
de longe mesmo
perto de ti
Tenho escrito verdades
cumplicidades
minhas comigo mesma
e tenho pensado em você...

Em como andas, como estás
Se já estás recuperado
rindo a toa
despreocupado..
Sabes que estou
neutra, dividindo as águas?

Nua, crua, neutra e nula
farta de proclamar
versos próprios e indigestos
quem quer saber de restos?
Tentando as vezes um contato
logo desisto, é fato
leio teus pensares, tuas loucuras
e até desconfio desse seu "lado obscuro"

Que será que tens que não percebi?
Será que és outrem, e percebeste minha mira?
ou apenas és tu mesmo, versátil e emblemático
cáculos matemáticos
estratégia inteligente
sair pela tangente

E sendo assim então
apenas sinta-me...
meu respirar, olhos lânguidos
vinho seco, rascante
pensar intrigante
e saudade do que foi sem jamais ter vindo

Continuo versando, dançando
meus pezinhos ainda te surpreendem?
meu sorriso balança? a vontade é perfeita?
Leia meus versos, identifique-se
ainda estás por aqui...

E quero que me conte
o que mais preciso saber
por que apesar de não ser bruxa
faço o homem sofrer?
estremecer
e se deter
se afastar, se irar
e não mais propagar
seu amor e sua admiração
é assim sempre,se faço mal então...

Sou menina, ainda sou sim
E agora não mais vinho
hortelã e abacaxi
são meus versos de sábado
noite afora...
E hoje eu, vinho, e "O Príncipe"
não o pequeno, o de Maquiavel

Sou princesinha
adornada e esperançosa
mocinha inteligente
formosa
meiga, carinhosa...
doce e incólume

Sou boa aprendiz
tenho cartas a te dar
cartas de brisa, sol e mar
de amor e de vigor
de carinho, esplendor
de olhos que me perco
mãos que não sinto
mas olhos que me envolvem...

Cartas de conjecturas.
O que aconteceu, onde estás?
repulsa, palavra feia
repulsa, a expulsa
assim desse jeito, avulsa
mas ainda pulsa
e aguça
seus sentidos, te inspira?

Metódico, prático
sádico
é isto que és
Ria! Rias sim!
Sou mesmo trágica
e mágica
faço
o que antes pra você
desaparecer
e tornar real
a alguém que eu queira , como dizes...
e ponto final!

*Não quero codinomes nem tão pouco por dúvidas, sou o que sou, hipostática, manifesto-me limpidamente em meio a ausência daquele
que tenta me mascarar, meu próprio ego.. sou hipostática e natural."

"É dispensável preferir dizer que gosta muito de..
Ou fingir que não sente tanto assim..
Sei de todos os seus segredos..
Segredos de Don Juan apaixonado
E a partir de agora vai ser assim..
Egoísmos de amor...
Eis a química perfeita, capaz de derrubar o mais bruto, o menos singelo e o mais autoconfiante.."(hipostática e natural-trecho)

setembro 04, 2010

Fica bem! Vai passar...


Fica bem,vai passar...
sei que não queres amor frugal
amor passional
amor desigual
apenas pense senão
que passará
e será...um
amor de estação?

Fica bem,vai passar...
sei que não entendes
essa automutilação
desconcentração
preocupa-te sim, mas sabes do fim?
amizade primordial
entrega descompassada
desajuste sentimental
estou encharcada

Fica bem, vai passar...
Esse tempo é meu e somente seu
é o teu destino, sem prisão
eu tento minha sorte, arriscar
fazer minha parte, "esgrimar"
com minha própria vida e vigência
displicência
exigências...

Fica bem, vai passar...
tô sem paciência, no alto de mim mesma
no meu ego sem decência
namorando comigo mesma
e se acaso não importar-se
seja apenas certeza
de ser certo em hora errada
assim como eu
errada em horas certas...

E que ao invés de viver e amar
aninha-se e esfria
em seu próprio ser, talvez em demasia
constante inconstância
fiel agonia
e que simultaneo à dor
está a alegria
de não mais depender de amor
e sim de euforia...


Euforia de estar só, euforia de brindar
e assistir de camarote
o voo da águia que se aproxima
e que certamente prevalecerá...

Águia e pirâmides ll


E sendo assim tal como águia sou, águia
Aguiar
a me guiar
a guiar meus próprios caminhos,
trilhas e veredas
e chegar ao Egito de minh'alma
ser Gizé
pirâmides de Gizé
construídas para Reis.

Mas porque Egito?
Sei lá, aprendi que é lugar de mistérios
ainda desvendados pela arqueologia e ciência
ou quem sabe por você, que me instrui e delimita
minhas próprias verdades
Faz comparações metódicas
e verossímeis

Mas quem desvendará o coração desta mulher?
seus segredos da imortalidade
que com moedas nos olhos
à espera de uma nova vida ela está
e acaso exista saberá que está com seus tesouros
outrora escondidos em câmaras ocultas
ou quem sabe mumificados

Dentro dela escrita aeróglifa
que só os escribas e eruditos
a decifram.
Tem postura faraônica
Guarda Cleópatra sem Marco Antônio
em sarcófagos da alma
mais íntimos e obscuros

E quem sabe apenas é operária
que a construiu em conjunto
escrava da vida, de faraó
ou de Däniken
que acreditava serem astronautas
e não deuses
Seria ela deste planeta?

Não se sabe, sabe-se que é por fim
uma simples mulher
nada de divindades
e sem deidade
porém ímpar
E talvez seja isto...
pirâmide humana
com sua base resguardada
e seus lados tridimensionais
inabalável e bela..."



..."logo em seguida que cheguei, sentei, rascunhei, me banhei e dormi..."- sono dos deuses, sono de Belisama...

Como águia e pirâmides, isto que sou




Dia de poucas inspirações, realmente sou movida a paixões quando escrevo, seja algo que esteja me tirando o sono, alguém em questão, ou mesmo, minha própria vida. Observo conversas e colocações,desertora de mim mesma tenho sido e estado, buscando novos limites.
“Dia longo, volta para casa,via de acesso rápido-12 km de adrenalina. Resolvi testar meus próprios parâmetros. Até onde devo ir?

Pista limpa, como nunca a havia observado
apenas um chão à minha frente, asfalto negro, iluminado.
Pensei em tudo que tem transcorrido: as horas de cativeiro em minha própria casa,as dificuldades, os dilemas...
Pisei no acelerador, olhei no marcador: 100.
Poxa.., pensei, parece que estou à 80. Pisei mais e mais, agora 140,
tensão no volante, olhar perspicaz, sem pressa de chegar, carros para trás.

160. Não quero morrer nem ser multada, apenas testar
meus próprios limites de velocidade, nada pensar
Apenas concentrei-me e imaginei minha vida não só como mar, mas também estrada.
Vida que segue e no fim da linha existe um final.
Vida que precisa ser atravessada para se chegar em algum lugar,
vida onde muitas vezes se corre
aceleram-se as atitudes e o livre arbítrio é imposto:
você pode parar ou não, andar devagar ou na contra-mão.
Ou tão somente acelerar e se deixar levar

Mas corre-se o risco de dar algo errado, você não chegar
ou quem sabe sofrer um acidente terrível e inviabilizada de percorrê-la ficar...
Estarás dependente de alguém, pelo menos até se habituar com sua nova condição
Apenas alguns minutos e estava em casa, sã e ilesa
Pensamentos nem tão incorruptíveis assim

Agora sou como águia e pirâmides....
Águia porque preciso tomar uma decisão: se quero viver até 70 ou não
Elas são assim, passam por esse desafio e dilema existenciais
As unhas já estão compridas, não conseguem mais alcançar suas presas
Seu bico pontiagudo já está curvo, asas envelhecidas, suas pernas já não suportam voos sublimes
Então ela escolhe viver e passa por um longo processo
De renovação e superação
Abriga-se em um ninho no alto de um monte
apenas ela, solitária e desejosa
só sairá de lá daqui a 150 dias
Deixe-a só...
Então ela começa a bater seu bico com tanta força na rocha, que ele quebra-se e assim ela espera nascer um novo
Ela arranca todas as suas penas, espera crescê-las
E por fim arranca suas próprias unhas. Quando estiverem novamente grandes aí sim..
Renovará as as suas forças, voará como uma nova águia, com novo olhar aguçado...
E pronta a viver mais trinta ou quarenta anos...

(continua...a parte das pirâmides)

setembro 02, 2010

Síndrome de "Frank Einstein"


Suas influencias e seus pensares, suas reinvindicações estão dignas de quem chegou já passou dos trinta? Ou não passam de verdades impostas por mim ela mesma? Sei que aos vinte achava que suas opiniões estavam formadas, seu ego já estabelecido (eu sou mais eu!), suas verdades eram as mais corretas, assim como o seu amor era o mais verdadeiro. Seus interesses eram interessantes e só achava interessante quem interessava-se por eles...Será que era tão ordinária assim? Também tinha uma outra face, igualmente proporcional- Era ingênua, acreditava nas pessoas, nas boas intenções e em amizades estudantis. Acreditava quando um homem jurava de pés juntos que a amava e que seria o amor da vida dele. Acreditava em si mesma.

Hoje procura motivos que a façam reinventar essas mesmas verdades. Tem motivos para viver, isso sim; mas motivos para voltar a ser ingenuamente receptiva, não tão desconfiada e

Pouco perspicaz..ah! Isso é tão difícil para ela hoje! Ás vezes acho que transformei-a em um “monstrinho” ou não. Talvez esteja aflorando nela a sua verdadeira natureza..e tenho medo. Que minha criaturinha não seja entendida, aceita ou até mesmo que machuque as pessoas.Hoje posso afirmar: Quem a teve em 100% talvez não tenha nem mais 10, quem a tem hoje 50 ou 70% contente-se! Ou esforce-se em conseguir os 100% se acaso assim achar que vale a pena-eu não arriscaria-até porque 100% é totalidade, perfeição, talvez não tenha até para mim mesmo, que a concebi. Discurso pessimista de comiseração?- sei que ninguém gosta disso, nem eu! Não é isso, é constatação.

Como diz Cazuza, talvez ela apenas queira a “sorte de um amor tranqüilo, com sabor de fruta mordida”, quem sabe...Ou me conquistar, sei que sempre fora apaixonada por mim, sempre me achou seguro e autoafirmado, sempre me viu como uma tábua de salvação, seu maior troféu, seu porto seguro, sua própria vida! Estou tentando ajudá-la, orientá-la a estabelecer-se emocionalmente. Ela é tão criativa e dinâmica, tão doce e meiga, tão introspectiva e observadora, tão...Bem, eu a amo! Amo! Amo suas loucuras juvenis e sua inconstância, sua brejeirice mesmo com a cara toda costurada e seus membros disformes, sua cabeça quadrada e seus parafusos, alguns soltos, outros bem ajustados.Fiquei com medo que não conseguisse andar com suas próprias perninhas, visto que acabei fazendo-as pouco firmes, mas está se saindo muito bem! Fala bastante, é bem articulada, seu poder de persuasão é nítido, quase engana a mim mesmo. Vezes tenho que colocá-la no detector de mentiras,ela me deixa confuso, nunca sei se devo acreditar nela, ela é envolvente e pueril.

Apenas domada por mim.E tenho um enorme orgulho em saber disso.Agora preciso arranjar-lhe um nome mais característico..sou como os hebreus, gosto de dar nomes característicos e de acordo com suas mais fortes características, então darei a ela o nome de “Belisama”.