Pesquisar neste blog

No mundo

novembro 24, 2013

É bizarro ser você

Quem muito se explica muito se condena. Somos livres e quem quiser que goste ou não. Opiniões sobre o que devemos ser, o que é politicamente correto, falso moralismo e preconceitos, ofensas e demais questões...Sabemos ser puros e santos, insanos e ferozes, só vai depender do dia, o acaso, quem cruza seu caminho.Às vezes nos surpreendemos com pessoas que achávamos serem a favor ou até mesmo um zero à esquerda, até porque não conhecíamos. Talvez sejam estas pessoas as que mais te odeiem, as que mais tenham inveja ou simplesmente não sejam elas. Falam de rede social, falam de você, caluniam, difamam, agridem, mas quem é santo? Algum dia pelo menos na nossa vida seremos falsos, sarcásticos, puros, nos iludiremos, precisaremos de alguém a quem nunca achávamos que estendería-nos a mão..No mundo das letras, podemos ser o que quisermos: Pandora, Belisama, Catarina, Jordana, anjo ou demônio...Eu tenho sido muitos pseudônimos, tenho sido muitas em uma ou talvez não tenha sido ninguém a não ser eu mesma. A minha página, o meu diário virtual, os meus perfis sempre existiram, há quatro anos e desde o começo é assim que tem que ser, a minha política é viver um dia de cada vez e expor através de escritos ou dilemas o que eu tenho aqui, na mente e no coração. Posso ser puta, frágil, louca, infantil, linda, fútil, inteligente ou não ser simplesmente nada pra alguém. Posso ser fel e mel, como escrevi há muito tempo atrás. No mundo da fantasia deve existir pessoas boazinhas e no de Alice, os gordos, pobres, pretos e gays talvez tenham espaço. Nós e nossa sempre e constante leviandade em deturpar as coisas, nossa liberdade de expressão, nossa ruindade, nossa amargura que sempre existiu. Nosso instinto adâmico de sermos pecadores, egoístas e culpados. Existem algumas pessoas que chegam para terem esse dom...De talvez fazerem dispersar essa nuvem preta que paira na nossa cabeça e faça florescer tudo o que você tem de bom. Toda sua doçura, seu pranto, sua fragilidade, seu amor..E muitas outras que nem sequer você sente o sopro de sua alma passar por perto. Então dê graças a Deus que veem carne em você, veem luz, veem furor, veem beleza, veem energia...E sinta pesar por aquelas que lutam para que isto aconteça e não conseguem...
A vida é única, o ingresso é um só. A nossa vivência e aprendizado só a nós nos cabe e ninguém tem o direito de julgar. Portanto viva a sua vida, cuide-se, tente ser melhor a cada dia e a cada dia eu tenho tentado e é claro que caímos e levantamos, batemos cabeça, nos sufocamos, somos injustos, somos invejosos, ciumentos e até cruéis muitas vezes, mas esta é a essência da vida. Ser o que você é!! Ás vezes o buraco é mais embaixo, o barraco desce, a gente desce do salto, roda a baiana, chora, finge que não vê, que não sente, estressa, luta, somos Kamikases do amor e "bad blocks" de nós mesmos. Mas isso tem um fim?
Talvez só lá na frente iremos entender. Mas o mais importante é ser você!!

Como louca que sou
Penso que não seja eu
quem fala,
ainda que em sã consciência
Porque sou mulher
vulnerável, volúvel
Inconstante, má,
pouco saudável, só em mim...
E as minhas verdades,
deixe-as para mim
que as delimito e por vezes julgo,
o que num todo apenas eu sei
o que de fato é fiel...
Sou estranha, sou céu
um pouco de mel
e fel
sou ciclo espontâneo
rota variada
louca desvairada
sou eu assim
em mim mesma
sem eira nem beira
Quem quiser que queira
entender-me
aceitar-me
ser-me ...
E assim
em meio à cataclismas
de mim mesma
E no pouco que me entendo
Só eu sei
o quanto sofro
em querer ser-te tua
pela porta da frente
e abolir de vez
quem jamais eu tenha sido
um dia nessa vida....




3 comentários:

  1. O mundo da Alice, que de tão real e fantástico, parece fantasia. Será mesmo que um mundo onde todos tenham vez, sem preconceitos, não seja real? Quando o Criador idealizou esse "projeto" grandioso que demos o nome de mundo, deve ter pensado em algo assim, vários pesos e várias medidas, várias cores e sabores, morango, chocolate, mel e fel. O livre arbítrio, felizmente, nos dá a chance de escolher o que provar, o que vivenciar, de fazermos do nosso mundo um lugar bonito ou não. O direito a escolha é um presente divino ao ser chamado Humano, deveríamos ser gratos por isso. No mundo da Alice, a guerra só será declarada contra as injustiças gratuitas, ao desejo do outro de magoar sem razão. Gostei da comparação com Alice, um tantinho ingênua demais talvez pra acreditar que o mundo pode ser um belo lugar pra se viver, mas ao mesmo tempo inofensiva, leve, como a essência de uma criança que paga o ingresso pra um parque de diversão com o único intuito de ser feliz! Seja feliz!!!

    ResponderExcluir
  2. SERGIO NEVES - ...como é um escrito de caráter muito particular, é conveniente se abster de qualquer comentário... / ...mas, essa foto que agora postaste eu posso comentar: está por demais bonita e, embora até possa não ter sido a tua intenção, muitíssimo sensual! (...pode ser petulância minha, mas,...é isto!) / Meu carinho Elayne, e aproveito pra desejar que tenhas um Natal com muita paz, saúde e felicidades mil!

    ResponderExcluir
  3. Obrigada!! Gostei tb desta foto. Um Feliz Natal para vc e sua família e um 2014 repleto de realizações! Bjossss

    ResponderExcluir