Pesquisar neste blog

No mundo

junho 01, 2012

Quantos


Quantas poesias, quantos poemas e frases, versos e simplesmente palavras, já usei para tentar decifrar esse sentimento, usei para tentar alcançar o que talvez seja um pouco mais fiel, mais fidedigno do que compreendo e sinto e talvez já tenha vivido? Quantos suspiros serão necessários ou sopros de vida, fôlego já quase extirpado ou então dispneia, para tentar denotar o que minha vida toda tenho tentado entender e buscar? Quantos gritos e choro abafado e sorrisos de esperança ao deparar-me com novas possibilidades de surgimento? Quantos? Quantos?

Nenhum comentário:

Postar um comentário