Pesquisar neste blog

No mundo

fevereiro 23, 2012

Amanheci triste

Por não saber o que pensar
Por não entender o que sinto
Por ter sido desse jeito...
Um dia após o outro, diz o ditado...Mas não sei, sinto-me estranha
Um  meio-termo, meia-sola, pela metade, não sei se vou ou fico, alguém consegue entender?
Um misto de triste e aliviada, decepcionada e compreensiva. Sim, entendo quando as pessoas se sentem impotentes frente a algo que não podem fazer ou preencher, principalmente quando se trata de expectativas alheias ou sentimentos. Mas decepciono-me com pessoas que sempre admirei e achei-as fortes, mas mediante palavras doces e sentimentos puros se sentem medrosas e infantis, totalmente desestruturadas. Sem saber lidar com algo tão simples: o gostar.
Talvez não estejam acostumadas ou quem sabe não querem correr o mesmo risco de se enganarem ou de que algo saia errado com suas vidas tão politicamente corretas.

Tenho aprendido que as pessoas que se dizem livres ou abertas são as mais limitadas, talvez..Porque dentro das suas chamadas liberdades elas também impõem a si mesmas seus próprios parâmetros. A sociedade conclama a isso. O juízo e a responsabilidade também.

Ah! Não quero entender e também é ruim tentar que outros entendam o que eu tento explicar com meias palavras...Mas talvez alguém saiba que eu falo de amor...De limites...De prazo de validade, de egoísmo, de não desejar um equilíbrio mútuo. É só venha a nós e o vosso reino, nada. Enquanto está cômodo é bom, mas a partir do momento que existe reivindicações, ainda que sentimentais, a coisa já muda de figura. Porque deve ser muito bom ter alguém que lhe ouça, lhe satisfaça, lhe seja carinhosa e principalmente, não fale de sentimentos, apenas de carne. Desculpa, sou humana. Um dia ele me disse que nunca mentia e que não teria medo se o sentimento acontecesse...Ele mentiu...E eu nem sabia ainda se o amor tinha surgido de fato.

3 comentários:

  1. Creio que todos nós passamos por dias tristes e até mesmo confusos..
    Quando acontece comigo procuro acreditar que momentos ruins existem para que possamos merecer e dar valor aos bons.

    Beijinhos.. O texto tá lindo ;D

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Ana! bjos para vc tb! Vi que o seu blog e o meu tem nomes parecidos! rsrsrsrs

    ResponderExcluir