Pesquisar neste blog

No mundo

maio 22, 2011

"Entre aspas"


Entre aspas: "Sou aprendiz" e também educadora de minhas próprias teorias e opiniões formadas. Em constante mutação e transferência de pensares.
Entre aspas: "Sou inteligente" e muito burra em minha cretina unanimidade filosófica , egoísta e antagonista própria de ser humano intransigente que luta por seus ideais. Nós somos o que queremos ser!
Entre aspas "sou tolerante" e também protagonista de toda a falta de eloquencia que habita minha psiqué. Sou uma eterna inconformada.
"Sou questionadora" e "entre aspas", tenho um lado obscuro de dependência, aceitação e subordinação AOS que me são desconhecidos e inquestionáveis... (Se eu pudesse unir essas duas facetas seria incrível!)
"Sou feliz". Entre aspas...E infeliz em não reconhecer o verdadeiro amor que teima fugir e se esconder de mim...
"Sou mulher". E ponto! Sem aspas! Sou muito mulher! Feminina, apaixonada, carinhosa, doce, vaidosa, mãe, profissional, responsável e zelosa.
"Sou forte", entre aspas. Quando me faço de forte, quando deixo emergir meu lado macho. Mas frágil em braços que não receiam em me amar e me aceitar como sou...
E entre aspas "sou única". Única e igual a tantas outras. Única em antonímias : nem boa nem má; nem misteriosa nem livro aberto; nem sim nem não; nem brisa nem tempestade; nem repulsiva nem interessante. Um dúbio e eterno cataclisma de mim mesma...
(Quem quiser que me compreenda...)

* imagem Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário