Pesquisar neste blog

No mundo

dezembro 22, 2010


Hoje parei para pensar em pessoas que me fizeram mudar,
em pessoas que queriam que eu tivesse mudado,
em pessoas que me impuseram uma metamorfose de valores
mas que não conseguiram...

Não sei dizer se fosse bem mais nova ou mais velha teria me corrompido
ou quem sabe entrado por portas desconhecidas e largas
ou isso depende da educação que meus pais me deram
ou da minha própria índole ou personalidade.

Hoje parei para pensar que a Deus eu amo sim, acima de tudo, até dos meus filhos, mas que eu também profiro Seu santo nome em vão todas as vezes que eu tropeço e digo:"Jesus! ou Meu Deus! Não acredito!"
"Meu Deus do céu! Quer parar!"...
(Vocês sabiam que biblicamente falando o nome de Deus é representado por um tetragrama?E no Antigo testamento este não podia nem ser pronunciado?E que quando Moisés perguntou a Deus o Seu nome Ele simplesmente disse-lhe: Eu sou o grande EU SOU! ?
Os judeus o chamavam YHWH, algo sem traduçao em hebraico, mas que seria mais ou menos como Iavé ou Javé, mas nada comprovado.)

Hoje parei para pensar que nem sempre honrei meus pais como deveria, mas que com certeza nunca matei nem roubei... e pequei contra a minha castidade, mas não contra a minha castidade de valores, pois há coisas que são e serão para sempre inconcebíveis para mim, ainda que me cheguem como tentação ou desejo reprimido, mas jamais serão realizáveis. Questão de princípios. Que princípios?
Os meus, os que eu tento passar para meus filhos, o que são "o normal", pois hoje discriminados somos nós que não temos o direito de pensar de forma mais tradicional e digamos, temos que seguir os padrões que a sociedade têm imposto para nós de forma natural e ai de quem não o faça!
Desejei as coisas alheias em alguns momentos, levantei falso testemunho quando criança todas as vezes que dizia que quem tinha feito algo errado tinha sido um dos meus manos ...Bom, mas como Deus não considera o tempo da ignorância, então acho que já fui perdoada..rsrs

Bem, pra finalizar, parei pra pensar que já venerei imagens e hoje não mais; já guardei dias santos e também não guardei. Como o que tiver que comer na sexta feira da paixão..carne, peixe ou ovo. Não é isso que vai me fazer ou tornar-me mais ou menos santo...Mas para não escandalizar a família digamos que tenho acompanhado seu ritual de uns tempos para cá, até porque parei de comer carne, mas confesso que já comi churrasco e olha, não aconteceu nada! Ao contrário, foi um dos anos mais abençoados da minha vida. Sabe por que? Porque sou livre em Cristo e isso é o que me importa.

Quanto a adultério, existe uma linha muito tênue entre a consumação do pecado e a tentação. Acho que vai depender de você mesmo, se vai sucumbir a tentação, se vai trair em pensamento, se esses vem involuntariamente sem que você mesmo os deseje que venha! Isso é humano, é real, é naturalmente instintivo. Quem nunca passou por isso que atire a primeira pedra! mas de uma coisa tenho certeza: Se acaso isso acontece ou acontecer...algo não vai bem em seu relacionamento-hora de questionar a relação. E não me venha com essa conversa que homem é tudo igual-não é não! Assim como mulher também não! Quem ama e é amado sente-se plenamente realizado, satisfeito e não há espaço para Brad Pitt ou Tom Cruise. É isso!

Um comentário:

  1. Gostei muito de ler, Elayne.
    Tu sabias, que és uma pessoa de quem eu gosto
    muito, por aquilo, que tu és? Pela tua maneira
    de ser, de olhar o mundo e exteriorizar
    aquilo que te vês e sentes, amiga.
    Desejo-te um Santo Natal.
    :-)

    ResponderExcluir