Pesquisar neste blog

No mundo

novembro 28, 2010

Tempo de Calar


"A mulher sábia edifica a sua casa"(Provérbios de Salomão).
Tempo de calar, esse é o tempo. Espero Deus agir, respeitando meus próprios limites e principalmente, os limites de alguém que precisa decidir. É a nossa felicidade que está em jogo. São pessoas, crianças, vidas, mudanças e lembranças. Responsabilidades, maturidade, decisão e aprendizado.O portal da transparência está embaçado.Parece que os lençóis lá fora estão sujos...mas não! Eles estão brancos e alvos, os vidros é que precisam ser lavados...
Meu livre arbítrio duela contra minha necessidade de não resistir...
Um dia passei pelas águas, fui batizada, mergulhei em batismo para que a velha criatura fosse morta e uma nova se fizesse. Prometi ser-Te fiel, mas ainda que eu não o seja, sei que Tu és! Eu só preciso aprender a depender de Ti, só preciso entender os tempos de calar, de falar, de chorar, de sorrir, de abraçar, de se apartar de alguém, de estar só, tempo de Eclesiastes, de Salomão. Tempo meu...
Não me desesperarei, tão somente terei paciência e usarei meus dons, meu fruto do Espírito, outorgado por Ti a mim, irrevogáveis, porém talentos enterrados, mas que ao simples desejo meu eles florescem...amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio próprio... Quero estar plena ao encontrar meu amor novamente, quero estar inteira para ele e livre de quaisquer dúvidas. E é o SENHOR quem vai me dar essa paz...

Nenhum comentário:

Postar um comentário