Pesquisar neste blog

No mundo

outubro 18, 2010

Gosto muito de você, leãozinho


Definiu-me leoa, leoa é forte, boa
É audaz, satisfaz, tem porte elegante
Cuida bem das crias, olhar feroz, possante

E tu, o que és
? És leãozinho
Sensível, inteligente, nobre, mansinho
Tens jeito de menino, leão-menino, leãozinho
Brinca, veste-se de olhar feroz, ao sentir-me distante
e não obstante, basta uma só palavra e voltas com semblante
tranquilo e ameno, és gentil, nobre poeta, escritor grandioso
perspicaz, sagaz, traz-me paz, sinto já sua falta! És meticuloso!

Também maravilhoso amigo, não olha para o próprio umbigo
repreendes-me quando necessário, e confesso que vezes não gosto
mas gosto dos seus comentários! Aliviam meus pesares, enchem minh'alma
de alegria , euforia e não mais poderia ...viver sem tê-lo à minha volta

Você é um grande homem, Albano, gosto de ti! Nossa amizade não fica por aqui
Transcorre oceanos e mares, chega à Portugal
Terra de gente boa, sem igual
E deixo então aqui registrado, meu abraço apertado
Da leoa que muito te admira, meu leãozinho amado!!


(DEDICADO A ALBANO FERREIRA, MEU FIEL LEITOR E AMIGO)

5 comentários:

  1. Elayne, se o que pretendias era fazer-me chorar, conseguiste, amiga. Não tenho qualquer pejo, em dizê-lo.
    Aliás, tu sabes bem a força do sentimento, lindo, que eu nutro, por ti...
    Beijinho,

    ResponderExcluir
  2. Inspirei-me em Caetano. Aperte o play e ouvirás uma de minhas preferidas dele, assim como Tigresa, que é minha música predileta dele. Deves conhecer. Bjos!

    ResponderExcluir
  3. Que belezura! Sabe que eu ultimamente (não sei se é pelo fato de ficar muito mais tempo na net) tenho feito amizades mais senceras e duradouras aqui do que na real? Olhe que já conheci muita gente vitural ao vivo e não me decepcionei com ninguém até agora! Parabéns por esse belo laço, Elaine. Abração. paz e bem.

    ResponderExcluir
  4. É verdade Cacá, as pessoas não entendem, mas cria-se vínculos mesmo. Adoro vc tb, meu tb fiel leitor e amigo das letras. BJOS!

    ResponderExcluir
  5. Leãozinho, andas triste, desolado
    Os teus passos são tão vagarosos...
    Os teus olhos estão tão chorosos
    Mete pena o pobrezinho, do danado

    Como o danadinho era brincalhão
    Mas, agora doi-lhe o coração...
    A sua alegria virou desilusão
    Mete pena, este pequeno leão!

    O seu coração fizera-o escritor
    E, então, ele começou a poetar
    E num blogue, tudo ele registou

    Foi, assim, que aumentou a sua dor
    Pois, tudo isto imensamente o abalou.
    Era muito raro, alguém, o ir visitar...

    Um beijinho

    ResponderExcluir