Pesquisar neste blog

No mundo

setembro 17, 2010

Será que te ensinei?


Tava pensando em nós...em que posso eu ter te ensinado? Será que é tão importante assim aprendermos com os nossos relacionamentos(ou fim deles) alguma coisa? Será que é indispensável termos ensinado algo?
Enfim, aprendi isso com alguém um dia. Que o importante é aprendermos alguma coisa, porque de que adiantaria o tempo que passamos juntos, ou anos, em alguns casos?
Tenho aprendido, sim! A ir até a última gota, não me arrepender de lágrimas derramadas ou palavras qu não tenham sido ditas. Tenho aprendido que muitas das vezes, ainda que pareça trágico, a retaguarda é o melhor espaço a ocuparmos; não no sentido de ficarmos atrás de nossos posicionamentos, ao contrário, ficarmos com "os pés" atrás, porque se der certo é lucro, mas se der errado...hum! Não diga que não avisei.
Tenho aprendido que confiança é algo que se galga, conquista e não é pré-estabelecido. Nunca digo: Pode confiar em mim! Sou falha, pode ser que eu decepcione a pessoa. Digo: "Se me der uma chance de mostrar quem eu sou, saberás então que podes confiar em mim!"
Aprendi que não adianta você querer ser alguém que não é ou esforçar-se em mudar suas características inatas e essenciais. O dom do amor é justamente este: aprender a conviver e a amar as diferenças.
Aprendi que é melhor um recomeço doloroso do que uma continuação mentirosa e fajuta, já vivi de aparências- é como ter sua própria alma, orgulho e personalidades dilacerados por si mesmo. E muitas das vezes o outro não está nem aí pra hora do Brasil...
Aprendi a não iludir, a não ser hipócrita, dizer a verdade acima de tudo, doa a quem doer.
Assim como a não acreditar 100% quando me dizem "eu te amo". Os que mais falam são os que menos sentem, pois se o sentissem não teriam tanta necessidade de dizê-lo, apenas fariam por onde:cuidariam, honrariam, não desistiriam.
Aprendi a não ser apressada e impulsiva, um dia de cada vez, é assim que se vive um amor. E não sair atropelando as coisas, queimando etapas, tenha certeza que apressado come cru. Lá na frente alguma coisa vai dar errado. Comece conhecendo, conversando, namorando, conhecendo, namorando, conhecendo, experimentando, conhecendo de novo..aí sim, podes pensar em algo mais concreto.
Sei que aprendi muito mais e espero que tenha ensinado algo, ainda que sejam coisas banais e que talvez tenhas ficado...(chateado)...rsrs
Ou coisas grandes e sábias ou loucas e pouco coesas. Mas saibas que o mais importante é para que sirvam para sempre, seja em nossas vidas ou em vidas alheias...

Um comentário:

  1. Eu era para me considerar um veterano, mestrado e doutorado no assunto . rsrs. Depois de três longos casamentos, ainda me considero um aprendiz. Alías, em tudo na vida, considero que há sempre mais um aprendizado. Não há coisa, mesmo que repetida que não traga no seu cerne algo que possa nos ensinar mais um pouquinho. Aqui mesmo acabo de reaprender mais umas boas coisas. Abraços, Elaine! Paz e bem.

    ResponderExcluir