Pesquisar neste blog

No mundo

setembro 01, 2010

Deixo as coisas que para trás ficam, prossigo para o alvo!


Depois que escrevi um pouco resovir tirar um soninho: minha famosa soneca pós almoço em dias de folga. Crianças fazendo seus deveres de casa, pintor obviamente..pintando! Fechei a porta do meu quarto, liguei o ar condicionado,coloquei música clássica baixinho, adoro! Era "in trutina" Carl Orff. Então o sono foi vindo, aquele cheiro forte de tinta esmaltada, carros ao fundo...Dormi e tive um sonho estranho, mas que ao acordar não tive dúvidas.
Sonhei que chegava em minha cozinha e o fogão havia mudado: era menor, novo e encaixava-se perfeitamente no cantinho que eu sempre o imagino, mas como o meu atual é maior nunca coube.Olhei ...estava perfeito, mas onde estava o meu? O pintor virou-se e disse: D.Elaine, troquei o fogão com a senhora, mas agora está bem melhor, não é mesmo? Sim, respondi, mas achei estranho. Ao chegar na sala percebi móveis novos, ocupando lacunas do apartamento que encontra-se ainda em decoração.Bem, ele novamente havia reposto, mas havia algo de errado: ele sempre trocava por algo dele, eu conferia, estava em estado melhor, mas sempre faltava algo: no fogão novo os bocais, no armário as portas. Começava já a não gostar daquilo e só me desesperei quando entrei no outro quarto.Ele estava cimentando o piso de granito! Era louco! De repente uma nuvem de poeira se encheu em meu apartamento, várias mulheres falando, reclamando, eu fui andando pelo corredor, as portas das minhas vizinhas abertas e completo caos: Ele havia estragado tudo! No apartamento ao lado duas meninas choravam..tiveram suas roupas dilaceradas, muita bagunça, olhei para o outro lado e ele era o "devorador", o "cão", personificado e agora tentando abalar a minha própria estrutura.Quando dei por mim havia acordado, e coitado, pensei! E até ri, contei o sonho às crianças e tomei um café...
Mas sempre tive um "dom" de revelações em sonhos, então enquanto tomava o café veio-me a seguinte conclusão:
Este pintor representava as pessoas ou alguém que entra em nossas vidas, nas nossas casas às vezes, nossa intimidade, nosso mundo. Abrimos as portas, eles vem para ajudar-nos, fazerem algo de produtivo e talvez nos tragam coisas boas, deixe-nos em estado melhor, mais felizes, nada material, mas acabam talvez não sentindo-se satisfeitos com as "trocas" que fazemos, são egoístas e não se conformam com o que trocamos ou damos, então tornam-se avassaladores, querem modificar nossa vida "a qualquer custo.E as vezes nossa vida está em ordem e até tem um "chão" bonito, de mármore e essas pessoas com inveja tentam "cimentar" nossa felicidade, assim como torna-se uma cadeia, um ciclo ou círculo vicioso e saem destruindo, humilhando, deturpando e usurpando as coisas alheias. E por fim, pensei: A ordem é prosseguir...e não que tenha acontecido de tal forma comigo, talvez em algumas "trocas" tenha me sentido lesada e a pessoa insatisfeita, ou vice-versa, mas foi sem que eu mesma pedisse..foi natural.
Pensei: Ordem-prosseguir! É..seja voz interior ou até mesmo Deus, mas o fato é que sempre vem um refrigério para mim..um "feeling", posso dizer, uma intuição que me faz repensar e decidir: A vida continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário