Pesquisar neste blog

No mundo

julho 04, 2010

"Abatidos, mas não destruídos;perplexos mas não desanimados"



A importância da oração

Certa vez perguntaram para D. L. Moody, um grande evangelista, durante quanto tempo ele orava por dia.

- Dez minutos! Disse ele. E então perguntaram também: E sem orar, quanto tempo o senhor fica?

- Dez minutos!

Ou seja, ele estava a todo tempo orando, intercedendo e conversando com Deus.

Quando ouvi isso pela primeira vez confesso que fiquei um pouco aliviada, pois sempre achei que orava pouco. Conheço pessoas que oram por uma hora ou mais, incessantemente e todos os dias. E sei que a oração é tudo, muito mais do que imaginamos, mas geralmente comigo funciona assim: desde o meu primeiro momento consciente do dia até eu me deitar eu procuro estar nessa sintonia espiritual, quietinha, seja pedindo, intercedendo ou louvando. Meu relacionamento com Deus é assim. Mas é claro que existem momentos em que preciso estar no meu quarto falando com Ele, expondo minhas necessidades, adorando e buscando uma comunhão mais profunda.


Nesse capítulo resolvi falar sobre a oração por que eu entendo que ela é a grande mola propulsora da nossa fé, pois a partir do momento em que você ora, você deposita toda a sua confiança “Naquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.” (Ef 3:20). No momento em que você ora, intercede, adora ou pede perdão a Deus, é fixada uma linha direta entre você e Ele, e isto é essencial no cristianismo, nosso acesso direto ao pai. Entenda, você não precisa de intermediários além do próprio Jesus Cristo, para que Deus te ouça e te atenda. É por isso que oramos no Nome de Jesus.

5.1 – A oração não é um monólogo, é um diálogo

Nenhum homem orou como Jesus. O nosso espírito anseia por essa comunhão, esse diálogo entre nós e o Senhor. Jesus sabia disso.

“E aconteceu que, estando ele a orar num certo lugar, quando acabou lhe disse um dos seus discípulos: Senhor, ensina-nos a orar.” Lc 11:1

É claro que os discípulos perceberam a importância e o poder das orações de Jesus.

Somente através da oração existe um relacionamento pessoal com Deus e certamente Ele lhe responderá, seja pela Palavra, seja aos seus ouvidos, pelo Espírito Santo. Através da oração almas são libertas, doenças são curadas, vidas restauradas, o livramento nos é dado, demônios são expulsos, milagres são concretizados. A Palavra precisa ser proferida e Jesus é a Palavra.

“Por que os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos, atentos às suas orações.” 1 Pe 3:12

Eu sempre digo que Deus faz tudo certo. Não importa como e quando as sua orações serão respondidas, procure estar sempre atento aos sinais; obediência e humildade também são importantes, procure aprender a entender o que Deus tem preparado para nós . Com certeza no final sempre será o melhor, ainda que o que tanto pedimos não nos seja concedido, creia nisso! E não esqueça que Paulo orou a Deus para que lhe tirasse um espinho na carne; não esqueça que Jesus orou para que Deus passasse dele aquele cálice e, todavia não se fizesse a sua vontade, mas a do Pai. Ambos souberam entender a vontade de Deus. Paulo disse:

“De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo” (2 Co 12:9b)

Elayne C.A. (2007- trecho de" Aquele que Vive e Reina!"-de Elayne C.A)



Nenhum comentário:

Postar um comentário